Camilo Santana nega crise após críticas de Cid Gomes ao PT

O governador Camilo Santana (PT) negou que o bate-boca de seu aliado, o senador eleito Cid Gomes (PDT), com militantes petistas, durante evento de apoio à candidatura de Fernando Haddad (PT), nesta segunda-feira (15), em Fortaleza, tenha provocado uma crise entre os dois partidos no Estado.

Ao fazer o pronunciamento de abertura do evento, Cid, irmão de Ciro Gomes, que ficou em terceiro lugar na disputa presidencial, disse que, se a legenda petista não fizer um mea culpa no segundo turno, será “bem feito perder a eleição”. Petistas que estavam no evento reagiram e houve uma troca de insultos com o senador, depois que ele chamou um militante de “babaca”.

Na manhã desta terça-feira (16), Camilo, no entanto, colocou panos frios sobre a situação. Ele evitou falar em crise entre o seu partido e o PDT, comandado pelos irmãos Ferreira Gomes, no Estado, aliados históricos aqui.

“O que eu já tinha (para falar), eu já falei até a nível nacional. Agora, não é momento para isso, o momento agora é pensar no país, não é pensar no partido, não é pensar, individualmente em ninguém. E eu não quero amanhã ser cobrado, nem ser omisso, diante do grave momento que o Brasil está vivendo”.

O governador reeleito já defendeu publicamente que o PT deve fazer uma autocrítica. Em junho deste ano, semanas antes do ex-presidente Lula – preso em Curitiba há mais de quatro meses após condenação no caso do tríplex – ter o seu pedido de registro de candidatura julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Camilo afirmou que, caso o petista fosse impedido de concorrer ao pleito, o PT deveria apoiar a candidatura de Ciro Gomes.

Ao ser questionado se foi um erro de estratégia do PT não apoiar Ciro no primeiro turno, uma vez que Haddad aparece com 41% das intenções de voto, de acordo com pesquisa IBOPE, divulgada, nesta segunda, atrás de Jair Bolsonaro (PSL), com 59%, o governador se limitou a dizer que não vai discutir isso agora e que o foco é “trabalhar” no segundo turno em prol de Haddad. Para ele, a candidatura de Bolsonaro é um “desastre” para o Brasil.

“O que está em jogo aí não é PT, não é partido, não é A ou B, o que está em jogo é o Brasil e, na minha opinião, um desastre para o Brasil, o Bolsonaro. Primeiro, porque ele é antidemocrático, é reacionário, discrimina as pessoas. Respeito o direito de todo mundo votar livremente escolher os seus candidatos, mas é importante nesse momento a população fazer uma reflexão. Eu não quero que meus filhos tenham um presidente onde o símbolo dele é mostrar uma arma”, frisou.

Com informações: Diário do Nordeste

Guimarães: ‘Cid nos tratou de forma desrespeitosa’

O deputado federal José Guimarães (PT), coordenador da campanha de Fernando Haddad no Ceará, reagiu à explosão crítica contra o PT que o senador eleito Cid Gomes teve ontem à noite. Para Guimarães, a atitude de Cid, irmão de Ciro Gomes, “foi desrespeitosa”.

“Lamento profundamente a forma desrespeitosa como fomos tratados pelo senador Cid Gomes (o senador que o PT apoiou) ao criticar o PT em um momento inadequado e que só contribuiu para gerar desconfiança e incertezas da nossa vitória”, afirmou.

Com informações: BR18

Em ato pró-Haddad, Cid Gomes cobra mea culpa do PT e chama militante de ‘babaca’

O senador eleito pelo Ceará Cid Gomes (PDT) se envolveu em uma discussão com apoiadores do PT durante ato a favor ao candidato da sigla à Presidência, Fernando Haddad, na noite desta segunda-feira, 15, em Fortaleza.
Em vídeo que circula nas redes sociais, Cid faz elogios a Haddad, mas cobrou que o PT faça um mea culpa para conquistar o apoio do eleitorado. “Tem de pedir desculpas, tem de ter humildade, e reconhecer que fizeram muita besteira”, disse o senador eleito, sendo interrompido por pessoas da plateia. “É assim, é? Pois tu vai perder a eleição. Não admitir um mea culpa, não admitir os erros que cometeu, isso é para perder a eleição e é bem feito. É bem feito perder a eleição”, afirmou.

Daí em diante, a fala de Cid foi interrompida por vaias e por algumas palmas da plateia. Depois de dizer que “estas figuras criaram (Jair) Bolsonaro”, o senador desabafou: “Não sei por que me pediram para falar antes. É para fazer faz de conta? Eu faço faz de conta.”
Cid, então, foi interrompido pelo coro “olê, olê, olê, olá, Lula, Lula” da plateia. “Lula o quê? Lula tá preso, ô babaca. O Lula tá preso. O Lula tá preso. E vai fazer o quê? Babaca, babaca. Isso é o PT. E o PT deste jeito merece perder. Babaca, vai perder a eleição. É este sentimento que vai perder a eleição”, reagiu.
Instantes depois, Cid disse que o partido dele “compreendeu” o momento político e apoiou o governador Camilo Santana (PT), eleito em 2014 e reeleito em primeiro turno. Ele criticou ainda o apoio de Lula ao senador derrotado Eunício Oliveira (MDB). “Muito bem, amigos e amigas que me têm atenção, vamos relevar, mais uma vez, vamos relevar”, afirmou.
A fala de Cid ocorre em um momento em que a campanha petista busca uma maior aproximação com o PDT, cujo candidato Ciro Gomes, irmão do senador eleito, obteve 13,3 milhões de votos. O partido se limitou até agora a fazer um “apoio crítico” a Haddad.
Na manhã desta segunda-feira, Haddad disse que o PT procuraria o partido dos irmãos Gomes para alinhar um apoio mais claro a ele. Procurado pelo Broadcast Político, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, negou a aproximação e reafirmou que o partido pretende lançar já no fim do mês o nome de Ciro Gomes para a corrida ao Planalto de 2022. Ciro, por sua vez, segue em viagem de férias no exterior.

Com informações: Estado de Minas

Corte do TRE aprova requisição de tropas federais para o segundo turno das Eleições 2018

Os juízes da Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará aprovaram, por unanimidade, na sessão desta segunda-feira, 15/10, presidida pela desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, o envio do pedido de forças federais ao TSE para o 2º turno das eleições em Fortaleza, Caucaia, Juazeiro do Norte, Maracanaú e Sobral.

A matéria foi levada ao Pleno depois de ouvidos os juízes eleitorais do Estado e o presidente da Comissão de Segurança do TRE, Eduardo Scorsafava, que opinou para que seja obedecido o mesmo critério do 1º turno, ou seja, contemplar os municípios com mais de 100.000 eleitores.

O procurador regional eleitoral, Anastácio Tahim Júnior, em parecer, também foi favorável à requisição das tropas federais.

Para o primeiro turno das Eleições 2018, a Corte do Tribunal Superior Eleitoral aprovou, em sessão plenária administrativa, o pedido do TRE do Ceará de envio de forças federais para reforçar a segurança das eleições nos 5 municípios: Fortaleza, Caucaia, Juazeiro do Norte, Maracanaú e Sobral. A presidente do TSE, ministra Rosa Weber, no Processo judicial Eletrônico nº 0601051-61.2018.6.00.0000, votou favorável ao pedido e foi acompanhada pelos demais ministros da Corte.

Com informações: ASCOM do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Ceará

Dia do Professor é comemorado com avanços para os profissionais do Ceará

No dia dedicado aos professores, o Governo do Ceará reconhece e valoriza estes profissionais que cumprem diariamente o papel de transformar a sociedade por meio do conhecimento. Na rede pública estadual de ensino, a data é comemorada com avanços para os docentes. Entre as conquistas divulgadas nesta semana está a execução do Processo de Promoção Sem Titulação 2016/2017, no qual estão aptos 7 mil educadores.

Ao longo dos últimos anos, além de ganhos remuneratórios, o Governo, por meio da Secretaria da Educação (Seduc), trabalhou em um conjunto de ações diferenciadas com o objetivo de valorizar a carreira, estimular a qualificação profissional e incentivar o aperfeiçoamento da Educação. A iniciativa abrangeu os que estão em atividade, aposentados, pensionistas e os professores contratados por tempo determinado. A rede estadual reúne mais de 13 mil professores efetivos em atividade.

Entre as medidas está a atualização do piso nacional para os profissionais de nível médio, aplicado no vencimento base, no período de 2016 a 2018. O Governo também promoveu o aumento remuneratório diferenciado para os profissionais do magistério de nível superior, nos anos 2016 a 2018, através do percentual de regência e da gratificação de atividades educacionais especializadas e da parcela. Em 2018, foram beneficiadas 39.500 matrículas ativas e inativas e de contratos temporários, gerando uma repercussão financeira de R$ 95 milhões.

Também foram efetivadas outras medidas como a assinatura, em 2017, da estabilidade de 2.450 professores concursados; o pagamento da Promoção sem Titulação de 4.039 professores 2015-2016; o pagamento, em 1º de maio de 2018, da Promoção por Titulação para cerca de 1.731 professores, que tiveram suas estabilidades publicadas em 2017; e o pagamento, em 2016, do saldo remanescente dos 80% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), beneficiando 24 mil profissionais do magistério ativos e professores contratados por tempo determinado com um investimento de R$ 59 milhões.

Em julho de 2018, o governador Camilo Santana divulgou o edital para realização do Concurso Público para o Magistério da Educação Básica. Serão disponibilizadas 2.500 vagas nas 13 disciplinas do currículo do Ensino Médio, incluindo também a modalidade de Libras. A seleção será realizada no próximo domingo, dia 21 de outubro. A nomeação e posse ocorrerá em 2019, com impacto anual na folha de pagamento de R$ 102,5 milhões.

A Secretaria da Educação também lançou editais, em parcerias com instituições de Ensino Superior, para ofertar vagas de mestrados aos professores da rede estadual. Os processos seletivos foram destinados aos professores efetivos e detentores de função da rede pública estadual de ensino da capital e do interior. Os docentes terão a pós-graduação financiada nos termos da Lei n° 16.157 de 26 de dezembro de 2016.

 

Com informações: ASCOM do Governo do Estado do Ceará

Bolsonaro e Haddad miram votos de Ciro Gomes no Ceará

A duas semanas da votação, as forças pró-Bolsonaro e pró-Haddad no Ceará passam a disputar os cerca de dois milhões de votos que o ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT) obteve no Estado no primeiro turno.

O espólio do pedetista é vital para os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), que disputam a corrida ao Planalto na segunda etapa.

A briga pelos votos “ciristas” começa hoje, com ato capitaneado pelo governador Camilo Santana (PT) e o senador eleito Cid Gomes (PDT). Reeleito com 79% dos votos, o petista se encontra com prefeitos às 19h.

O evento integra a agenda de mobilizações da campanha do ex-prefeito de São Paulo, com quem Camilo esteve no início da semana passada para traçar estratégias no Nordeste.

Deputado federal reconduzido, José Guimarães (PT-CE) afirma que uma das missões do governador é “pedir o engajamento dos prefeitos na campanha de Haddad”.

Mas, se depender do deputado federal eleito e presidente do PSL no Estado, Heitor Freire, a tarefa não será fácil. A sigla de Bolsonaro inaugura amanhã em Fortaleza o comitê do capitão reformado.

“Convidamos prefeitos, vereadores e outros apoiadores do Bolsonaro”, afirmou Freire. Entre eles, estão Capitão Wagner (Pros), campeão de votos para a Câmara, e o senador eleito Eduardo Girão (Pros).

A estratégia para ampliar a margem de votos de Bolsonaro no Ceará mira na Capital. “Nós iremos ao Interior, mas nosso foco é onde podemos ter alcance maior.”

A tática tem objetivo claro: amealhar os votos de Ciro. “O voto no Ciro não foi ideológico. Muitos dos que votaram nele foi por aproximação”, avalia o dirigente liberal. “Esses votos estão em disputa. Vamos dizer que a gente fique com metade, já faz a diferença pro Brasil. Minha missão é essa.”

Nesse domingo, Wagner antecipou o tom da campanha. Pelas redes sociais, o parlamentar divulgou vídeo no qual Bolsonaro fala ao eleitor do Nordeste ao garantir conclusão da transposição das águas do rio São Francisco.

No Ceará, Bolsonaro alcançou 1.061.075 de votos (21,74%) ante 1.616.492 de sufrágios de Haddad (33,12%).

Agenda das Campanhas

Segunda-feira – Eventos PT

Encontro da campanha pró-Haddad no Ceará – participam o governador Camilo Santana (PT) e o senador eleito Cid Gomes (PDT)

Local: Marina Park (Avenida Presidente Castelo Branco, 400, bairro Moura Brasil)

Horário: 19 horas

Bandeiraço da campanha pró-Haddad

Local: esquina das avenidas 13 de Maio e Barão de Aratanha

Terça-feira- Eventos PSL

Inauguração do comitê de Jair Bolsonaro em Fortaleza

Onde: esquina entre rua Carlos Vasconcelos e avenida Antônio Sales

Horário: 19 horas

Com informações: O Povo

Não reeleitos, dirigentes de partidos têm comando ameaçado no Ceará

O resultado das eleições deste ano pode provocar novos arranjos dentro de alguns partidos no Ceará. Isso porque ao menos seis deputados que comandam legendas no Estado perderam força depois de não conseguirem renovar seus mandatos. Agora, ainda como dirigentes, eles têm como desafio manter a liderança sobre os filiados.

O Partido da República (PR), presidido pela deputada federal Gorete Pereira, que não foi reeleita, deve virar alvo de disputa entre a dirigente e o único deputado federal eleito pelo partido no Ceará, Jaziel Pereira.

“Quero que o Jaziel fique com o PR, porque quero o que é justo. Tenho certeza que a Gorete fará parte de algum cargo importante tanto no Estado como no próprio Governo Federal. Quero dar essa cara extremamente feliz e conservadora ao PR”, afirma a deputada estadual reeleita Silvana Oliveira, esposa de Jaziel. Ele, por sua vez, diz que os dois vão procurar o presidente nacional do PR, Valdemar Costa Neto, para tratar do assunto.

Confiança

Silvana frisa que não “tripudia” de Gorete Pereira, mas lembra do momento em que a parlamentar também disputou a presidência do PR, no início deste ano, com o então presidente de honra de legenda, Roberto Pessoa, eleito deputado federal. Gorete levou o PR para a base governista, enquanto Pessoa queria manter a sigla na oposição.

Já Gorete Pereira considera “difícil” ser retirada do comando do PR. “Tenho mais de 20 anos nesse partido. Não vai ser ela (Silvana), que está acabando de chegar ao partido, que vai conseguir. A Silvana e o marido são deputados de segmentos religiosos. O partido precisa ser plural, não é de segmento, e confio muito no meu partido por ser uma pessoa muito ligada ao presidente nacional”, afirma Gorete, confiante.

Presidente do DC no Ceará, o deputado estadual Ely Aguiar diz que deixou a sigla “à disposição” da direção nacional. “Não sei se o partido vai aceitar, mas a minha decisão é de ficar no partido até o último dia do meu mandato. O partido não atingiu a cláusula de desempenho. Não atingindo, fica pouco atraente, porque não terá espaço na mídia, não terá verba para a sua manutenção”, justifica.

Indefinição

Deputado estadual reeleito, Audic Mota (PSB) acredita que o partido deve passar por uma “oxigenada” no Ceará. Além dele, a legenda elegeu no Estado um deputado federal, Denis Bezerra, mas não reelegeu o atual presidente estadual, o deputado Odorico Monteiro.

“Certamente, essa estrutura partidária vai ter que ser repactuada, como vários outros partidos vão passar por isso, em função da grande renovação, mas são cenas dos próximos capítulos. Vai depender muito da conjuntura nacional também”, avalia Mota. Já Odorico Monteiro não atendeu às ligações da reportagem.

O presidente estadual do Avante, deputado federal Cabo Sabino, também não conseguiu se reeleger. Ele, no entanto, diz que continuará no comando da sigla, “buscando gente nova, pessoas que queiram participar de uma política nova”, argumenta.

Adail Carneiro, presidente estadual do Podemos, também não foi reeleito deputado federal. Ao ser questionado sobre o futuro no partido, diz apenas que está “apolítico” neste momento. O deputado federal Ronaldo Martins, dirigente do PRB no Estado, também não foi reeleito. Ele não atendeu às ligações.

Com informações: Diário do Nordeste

Itapajé: Policiais do RAIO apreendem homem suspeito de envolvimento com atentado à casa do Pastor Zezinho

Uma equipe de policiais do BP RAIO fizeram na rua Rosa Badou no bairro Bela Vista na noite deste domingo a apreensão de um homem suspeito de estar envolvido no atentado à casa do Pastor da igreja Assembleia de Deus.

Por cautela com as investigações que seguem, os policiais preferiram não divulgar a identidade deste suspeito que é residente no bairro Bela Vista.

Com a apreensão do suspeito, policiais do RAIO encontraram numa residência na rua Rosa Badou duas motocicletas: uma Yamaha fator cor preta, placa OCD 3924, esta havendo uma queixa de roubo e uma honda FAN placa POE 5796, tendo sido encontrada num outra residência ainda na mesma rua situada no bairro Bela Vista.

Ainda nestas residências, o RAIO encontrou 25 cartões do Bolsa Família separados em envelopes, o que pode caracterizar o crime de ‘agiotagem’ e ainda foi apreendido pelos policiais 7 unidades de botijões de gás.

Na residência onde foi apreendido este material citado por último, os policiais avistaram uma pessoa fugindo pelos fundos da residência, não sendo identificado.

O homem apreendido durante esta ação policial, suspeito de envolvimento no ataque à casa de um religioso, foi encaminhado á delegacia regional de Itapipoca, ouvido pelo delegado de plantão e logo em seguida liberado.

 

Com informações: Atitude FM

Itapajé: Residência de pastor evangélico é metralhada

Pelo menos três bandidos fortemente armados efetuaram vários disparos contra a casa pastoral da Igreja Assembleia de Deus Templo Central em Itapajé. O sinistro aconteceu por volta das 02hs30min. da madrugada deste domingo (14). De acordo com informações iniciais, os bandidos estavam armados com pistola calibre .40 e, possivelmente, uma escopeta calibre 12. Vários tiros foram disparados contra os portões da residencia. As balas chegaram a atingir janelas, paredes e alguns veículos no interior da casa.
No momento da ação, o pastor José Costa Melo (Pastor Zezinho) e seus familiares estavam na casa, porém, ninguém se feriu. Em conversa com nossa reportagem, Pastor Zezinho afirmou não acreditar em algo pessoal contra sua família e espera que a policia consiga identificar e prender os responsáveis. As câmeras do circuito de segurança filmaram toda a ação e as imagens já foram repassadas para a policia.

A polícia apurou com testemunhas que os bandidos estavam armados com pistola calibre ponto 40 e escopetas calibre 12. Os tiros atingiram o portão da residência, além das janelas, paredes e um veículo que estava dentro do local.

Segurança reforçada na região

Por meio de nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSPDS) informou que a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) investiga o crime. A Delegacia Municipal de Itapajé apura as circunstâncias do ocorrido e não divulga mais detalhes para não comprometer o andamento das investigações.

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) intensificou o patrulhamento na região, com equipes do Policiamento Ostensivo Geral (POG), Força Tática e Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio).

A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foi acionada para realização de perícia no local.

Com informações: Clésio Marques / G1 Ceará

Jair Bolsonaro não virá ao Ceará no segundo turno da campanha

O presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL, não virá ao Ceará durante  a campanha neste segundo turno das eleições à Presidência da República. A informação foi repassada pelo presidente deu seu partido no Estado, Heitor Freire. Já o petista Fernando Haddad, de acordo com lideranças da legenda, tem o Nordeste como principal local de campanha nos próximos dias, além de Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo.

Segundo informou Freire,  Bolsonaro não virá ao Estado, pois depende de avaliação médica para ser liberado para a campanha, o que acontecerá somente na próxima semana.  O presidenciável já cancelou algumas agendas de campanha, como por exemplo, participação em debates políticos. Durante o primeiro turno, ele também não veio ao Ceará, visto que sofreu atentado à faca durante caminhada em Minas Gerais.

No primeiro turno, a vinda do candidato estava marcada para o fim de setembro, o que não aconteceu. A última vez em que ele esteve no Ceará foi no final de junho, ainda no período de pré-campanha. Heitor Freire brincou, dizendo que o presidenciável virá ao Estado, provavelmente, em novembro “após vencer as eleições presidenciais”. “Lembrando que o Ceará tem um lugar especial no coração do Bolsonaro devido à família de sua esposa, que é do Estado. O Ceará terá um olhar diferenciado por ele quando for presidente”, disse.

Com o objetivo de atrair o maior número de votos para Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL), aliados dos presidenciáveis estão se articulando, no Ceará, em eventos que terão início já na próxima semana. O governador Camilo Santana marcou para a segunda-feira, à noite, uma reunião com todos os candidatos de sua coligação eleitos, para agradecer os votos recebidos, mas, principalmente, fazer chamamento a todos em prol da candidatura de Haddad.

Camilo quer aproveitar a popularidade e o bom desempenho nas urnas para atrair o maior número de eleitores ao candidato do Partido dos Trabalhadores.  Por outro lado, os aliados de Bolsonaro, em sua maioria membros do PSL e PROS, estão se articulando para que o candidato tenha maior representatividade no Ceará, a partir dos próximos dias.

Heitor Freire, que preside o PSL do Ceará, esteve nos últimos dias no Rio de Janeiro com o capitão da reserva, e tinha como ideia principal agendar visita de Bolsonaro ao Ceará neste segundo turno das eleições.  Outro que esteve com Bolsonaro foi o deputado federal eleito, Capitão Wagner. O deputado confirmou que alguns tucanos cearenses devem apoiar o candidato do PSL, como é o caso de Roberto Pessoa, eleito deputado federal.

Leonardo Araújo, do MDB também deve apoiar Bolsonaro, ainda que o MDB tenha defendido neutralidade de seus filiados. Como não há verticalização que obrigue que os membros de partidos no Estado fiquem obrigados a votar de acordo com a determinação da executiva nacional, muitos políticos devem apoiar as candidaturas do PT e PSL, de acordo com a consciência de cada um.

Com informações: Diário do Nordeste