Caucaia: Prefeitura solicita continuidade da Operação Carro-Pipa

Atenta à necessidade das famílias que vivem no sertão de Caucaia, a Prefeitura solicitou à Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, a retomada da Operação Carro-Pipa no município. Os trabalhos foram interrompidos no fim de maio, afetando diretamente a mais de 10 mil habitantes de 17 comunidades.

Essa população precisa de abastecimento emergencial de água potável por viver em locais remotos e/ou estar com pouca reserva devido às chuvas escassas dos últimos anos. O Governo Federal, no entanto, suspendeu a operação por considerar “seca fraca” o que se abate em Caucaia. A interrupção aconteceu mesmo com o decreto de situação de emergência (Decreto 958) publicado pela Prefeitura no Diário Oficial no fim de março.

Em Caucaia, a Operação Carro-Pipa era fruto de parceria entre o Exército Brasileiro e a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec). Dez veículos atendiam a comunidades mais sensíveis ao períodos de escassez de água. “Essas pessoas não podem ficar sem ajuda de uma hora pra outra. A situação melhorou, é verdade, mas ainda é preocupante”, alerta o prefeito Naumi Amorim.

Conforme o coordenador da Defesa Civil caucaiense, Airton da Silva, as famílias que conseguiram captar água em suas cisternas durante o período de chuvas estão em situação mais confortável. Mas o nível deve reduzir em pouco tempo. “Nas famílias que não conseguiram captar água da chuva em suas cisternas, o impacto é maior e requer uma atenção mais enérgica”, frisa.

A Prefeitura vem adotando ações para dar continuidade ao fornecimento de água potável às comunidades. O apoio do Governo Federal, no entanto, é fundamental. Afinal, são 158 pontos de recepção em dez rotas que percorrem regiões distantes da Sede e da Jurema. Já foram distribuídas só neste ano 744 carradas, nas quais somam-se 8.000 litros em cada carga.

Isso equivale a 5,9 milhões de litros d’água. “Esse é um serviço que leva dignidade e qualidade de vida a quem mora em regiões distantes. Nós levamos uma carga muito preciosa para atender a necessidade de muitas famílias caucaiense”, sintetiza Airton da Silva.

Com a suspensão da Operação Carro-Pipa, deixam de ser assistidos os moradores das seguintes regiões: Pindoba, Boqueiraozinho, Boqueirão, Boqueirão da Arara, Porteiras, Coité-Pedreiras, Catarina, Lameirão, Lagoa das Bestas, Jandaiguaba, parte do Tabuleiro Grande, Tucunduba, Bom Princípio, Sítios Novos, Guararu, Mirambé e Catuana.

Com informações: ASCOM da Prefeitura de Caucaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *