Nova onda de ataques a equipamentos públicos atinge Grande Fortaleza

Em pouco mais de 72 horas, 24 ataques contra ônibus, prédios públicos e instituições financeiras foram registrados na Grande Fortaleza. As ações, segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), foram em represália à morte de três suspeitos de envolvimento em assaltos a ônibus e carros-forte na quinta-feira, 26, em Amontada, a 168 Km de Fortaleza.
Motivação
Francisco Adriano Martins da Silva, 33, conhecido como Macumbeiro, Francinei Nobre da Silva, 46, o Gangão, e José Sílvio dos Santos Vieira , 39, mortos na quinta-feira, 26, estavam foragidos e com mandados de prisão em aberto. “Os envolvidos na ocorrência (em Amontada) eram pessoas com largos antecedentes criminais, uma história longa no crime, tinham uma certa posição de chefia ligada a um grupo criminoso aqui no Ceará”, explicou o secretário André Costa.
Modus operandi
As retaliações ocorrem principalmente durante a noite. Grupos de jovens param os coletivos, ordenam que os passageiros abandonem o veículo enquanto despejam combustível e iniciam o incêndio. Nos atentados aos prédios, os criminosos disparam contra a fachada dos locais e fogem logo em seguida. Até a noite de domingo, 29, a SSPDS contabilizada 22 casos. Nesta segunda-feira, 30, mais dois registros: uma granada foi deixada na porta do 28º Distrito Policial, em Maracanaú. Durante a madrugada, um coquetel molotov foi jogado contra o Batalhão Policial Militar Ambiental (BMPA), localizada na avenida Raul Babrbosa, atingindo um veículo da unidade.
Ataques
Na sexta-feira, 27, além de nove coletivos atacados, houve disparos de armas de fogo contra a agência dos Correios, no bairro Jacarecanga, prédio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), no São Gerardo, na sede da Secretaria Municipal de Segurança Cidadã, no Vila União. Também houve ataques contra a Regional IV, na Serrinha, e uma agência bancária, no Carlito Pamplona.
Sábado
Já no sábado, 28, três veículos foram incendiados nos bairros Passaré, Carlito Pamplona e Cristo Redentor. Uma agência do banco Itaú, na av. Washington Soares, a Delegacia de Chorozinho e a sede da Pefoce também sofreram ataques.
Domingo
No domingo, 29, um ônibus foi incendiado e alvejado no KM 23, na localidade de Boqueirão, em Caucaia. No bairro Bonsucesso, em Fortaleza, a SSPDS confirmou outra ação contra um coletivo, totalizando 14 ônibus depredados pelos bandidos.
Prisões
Até agora, dez suspeitos foram presos. Gean Patrick Aguiar Lima, 19, foi capturado na tarde de sábado com um galão de gasolina, no Bairro Vila Ellery. Oderison dos Anjos Oliveira, 19, foi preso ao infringir o perímetro permitido pelo uso de tornozeleira eletrônica, na Sapiranga. Pedro Henrique Mesquita de Sousa, 27, foi apreendido no Cristo Redentor,com uma arma de fogo calibre 12 de fabricação artesanal. Os outros sete suspeitos ouvidos não foram presos por falta de “elementos para flagrante” mas continuam sob investigação.
Com informações: O Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *