Nove ônibus são incendiados e prédios públicos alvejados a tiros em Fortaleza

Enquanto as atenções de parte de Fortaleza estão voltadas para eventos artísticos, musicais e religiosos, na noite desta sexta-feira, 27, ações criminosas  ocorrem em diferentes bairros da cidade. Ao todo, nove ônibus foram incendiados e prédios públicos alvejados a tiro. O jornal O POVO apurou que as ações criminosas são em retaliação ao confronto entre policiais e criminosos, em Amontada, no interior do Ceará, nessa quinta-feira, 26.
Na Sapiranga, três veículos foram incendiados entre às 16h30min e às 18 horas. Testemunhas contaram que, na rua Evilázio Almeida Miranda, homens invadiram um ônibus e arremessaram um pneu em chamas, que logo consumiu todo o automóvel, que estava estacionado, sem pessoas dentro.
A poucos metros dali, na estreita rua Olyntho Arruda, próximo à Lagoa do Coité outro ônibus foi incendiado por criminosos, os quais o pararam, com ordens de que passageiros descessem. Na rua Olegário Memória, a equipe de reportagem encontrou o terceiro veículo sendo rebocado.
No local estava uma equipe móvel da Polícia Militar, com sete agentes. Um deles, sem se identificar, informou que o provável motivo das ações criminosas, ligadas à facções, é de retaliação à troca de tiros entre policiais e criminosos, em Amontada, nessa quinta. Na ocasião, três suspeitos de integrar organização criminosa foram mortos, entre eles um dos líderes.
De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ônibus foram incendiados nos bairros: Parque São José; Parque Dois Irmãos; Bela Vista; e Parque Estrela, em Horizonte.
Informações dão conta de que houve ações ainda na avenida Bernardo Manuel e na rua Urucutuba, no Bom Jardim, totalizando nove ataques.
Segundo a SSPDS, tentativas de incêndio a ônibus foram frustadas na avenida Maestro Lisboa e nos bairros Álvaro Weyne e Jacarecanga.
Na Serrinha, a Regional IV da prefeitura foi alvejada a tiros. De acordo com vigilantes, seis disparos foram efetuados e dois coquetéis molotov arremessados contra o prédio. Os agentes, no entanto, contiveram as chamas.
A Secretaria Municipal de Segurança Cidadã (Sesec), no Vila União, assim como uma agência dos Correios e da Caixa Econômica Federal, na avenida Francisco Sá, também foram alvos de tiros.
Com informações: O Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *