Prefeitura anuncia construção de novo hospital infantil

O Prefeito Roberto Cláudio anunciou, ontem (31), a ampliação da Rede de Atenção à Saúde Infantil de Fortaleza. Durante reunião no Paço Municipal, o gestor apresentou a membros da Rede de Pediatria do Município e do Estado o projeto que visa à construção do novo Hospital Infantil de Fortaleza. A nova unidade, que formará um complexo de saúde ao lado do Hospital da Mulher, oferecerá 104 novos leitos e reforçará a assistência clínica e cirúrgica pós-neonatal da Capital.

Para a finalidade, serão investidos cerca de R$ 9 milhões, oriundos de recursos da Caixa Econômica Federal. De acordo com o cronograma de execuções, após os processos licitatórios, a obra deverá ser iniciada até janeiro de 2019 e concluída até janeiro de 2020. A partir da iniciativa, a Prefeitura de Fortaleza objetiva garantir às crianças uma estrutura hospitalar completamente nova, ampliando, inclusive, a capacidade de internamentos, de atendimentos eletivos e de emergência. “Isso oferecerá, além de uma melhor e mais eficiente estrutura, maior poder de resolutividade, de rotatividade e de sustentabilidade. Por funcionar ao lado do Hospital da Mulher, a unidade infantil será custeada com maior eficiência, contará com boa parte dos serviços que hoje já existem no Hospital da Mulher e podem ser aproveitados, como esterilização, lavagem de roupas, central de custos básica, central de imagens e centro cirúrgico. Então, a gente vai ter duas unidades trabalhando de forma conjugada”, esclareceu Roberto Cláudio.

De acordo com a titular da Secretaria da Infraestrutura de Fortaleza, Manoela Nogueira, além dos novos leitos infantis, o equipamento contará com sala de estabilização, leitos de tratamento semi-intensivo, de isolamento e de pequenos procedimentos invasivos. “O prédio já existente será aproveitado. A Caixa Econômica deu até setembro para autorizar os custos. A área total construída, em dois pavimentos, térreo e superior, será de 4.298 m². Serão 104 novos leitos. Dentre outras estruturas, serão 19 leitos de observação de urgência. Desses 19, serão 7 berços, 8 berços-cama e 4 camas, além de 7 unidades de tratamento de urgência, 78 de internação, sendo 2 de isolamento”, afirmou.

Nessa perspectiva, a partir da implantação da nova Unidade, a Saúde de Fortaleza será aprimorada a partir da formação de um grande complexo composto pelo Hospital da Mulher, cujas atividades estão em pleno funcionamento e configuram um centro de obstetrícia de alto risco de referência no Estado, e pela nova Policlínica de exames e consultas, cuja inauguração está prevista para o segundo semestre deste ano. “Por meio deste complexo, dentro do Hospital Zilda Arns, há uma ressignificação com um aumento significativo de leitos, otimizando e melhorando, inclusive, o funcionamento em outros hospitais locais”, considerou a secretária-adjunta da Saúde de Fortaleza, Ana Estela Fernandes.

Na oportunidade, o Prefeito Roberto Cláudio acrescentou a relevância da iniciativa. “Há um déficit importante de leitos pediátricos públicos e privados, hoje, no Brasil e também em Fortaleza, no Ceará como um todo. Este é um grave problema assistencial da área hospitalar. Nós temos o extraordinário Hospital Estadual Albert Sabin, que vive sobrecarregado pela deficiência de leitos municipais em várias cidades do Estado, especificamente para a pediatria. A despeito de Fortaleza ter 10 hospitais, só um deles tem um perfil pediátrico, com 30 leitos, pequeno, antigo, precário, com leitos não qualificados. Pacientes pediátricos mais graves, com demanda cirúrgica, não podem ser mais atendidos no antigo CROA, hoje conhecido como HIF. Dai surgiu a decisão de se transferir este hospital para uma área maior”, pontuou o Prefeito.

Com informações: CNews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *