Peste suína atinge 10 municípios no Ceará; mais de 500 animais abatidos

Animais acometidos por peste suína clássica (PSC) foram abatidos ontem em Ipu (295 km distante de Fortaleza). Mas este não é um caso isolado. O surto da doença já foi verificado em dez municípios do Estado até o momento, atingindo pequenos criadores, que não possuem a tecnicidade necessária para o manejo de suínos. Desde o início dos focos, mais de 500 animais foram abatidos como precaução para que a doença não se espalhasse.

Diretor de sanidade animal da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), Amorim Sobreira explica que os trabalhos de combate à doença estão sendo realizados na região atingida – que está em estado de emergência sanitária desde o último dia 2 de novembro, após decreto do Governo do Estado – e investigação do foco inicial é realizado. A suspeita é que feiras irregulares, que comercializam animais sem certificações básicas, e atestados clínicos assinados por veterinários tenham expandido o problema.

“Estamos monitorando e investigando as notificações. Descobrimos nos últimos dias focos em mais localidades. Foram coletadas amostras dos municípios e encaminhadas para o laboratório e já recebemos os diagnósticos”, conta.

Forquilha, Groaíras, Santa Quitéria, Varjota, Moraújo, Cariré, Reriutaba, Frecheirinha, Graça e Ipu, são os dez municípios atingidos pelo surto. Presidente da Associação dos Suinocultores do Ceará (Asce), Paulo Helder Braga confirma os mais de 500 abates e diz que os pecuaristas serão indenizados a partir desta semana.

As indenizações equivalem ao preço de mercado da região, calculado pela Asce em R$ 5,20/kg. Mesmo com o sacrifício dos doentes, os criadores que estão na zona de atenção não poderão colocar animais na fazenda por espaço de um ano, até ser constatado que o vírus foi eliminado.

“Os trabalhos procurando debelar o problema o mais rápido possível vêm sendo realizados”. Apesar da declaração, Paulo lamenta que a notícia do alastramento da peste causa impacto na impressão do consumidor quanto à carne, além do prejuízo causado aos maiores produtores fora da zona livre de peste suína clássica, reconhecida pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE): Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Tocantis, Rondônia e Acre e o Distrito Federal.

A dificuldade para controlar a origem e trânsito de suínos contribui para deixar o Estado de fora desta da zona segura. Por meio de nota divulgada no último mês, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) minimizou os riscos afirmando que o Ceará não faz parte do fluxo comercial para grandes centros e que os focos da doença foram detectados longe das grandes zonas exportadoras.

“O primeiro impacto é que com a notícia da peste suína o consumo reduz e os negócios no setor ficam prejudicados, pois não podemos nem mandar nem receber suínos. Complica também a programação das propriedades tecnificadas, que recebem animais de reprodução”, complementa Paulo.

Em Ipu, um dos municípios com focos da doença, o secretário municipal da Agricultura, Alberto Martins, anuncia que esforços, como a realização de reunião com criadores, vêm sendo feitos para remediar os efeitos da doença.

Ainda de acordo com o secretário municipal, apoio logístico está sendo oferecido pela Prefeitura para escavação de covas para os bichos sacrificados. O secretário estima que cerca de 70 criadores até o momento tiveram os suínos afetados com a doença na região, mas acredita que esse número deva aumentar para mais de 90.

O perfil de criadores que tiveram os animais infectados é de pessoas que adquirem os suínos informalmente e não realizam ações de prevenção de doenças, criando os bichos em chiqueiros, fundos de quintal ou soltos na rua.

O desconhecimento sobre a doença também fez com que a situação fosse agravada na região e o surto fosse registrado. “Muitos produtores já tinham percebido os sintomas nos animais, mas não sabiam do que se tratava”, acrescenta o diretor da Adagri.

Equipe de 20 veterinários da Agência, funcionários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Embrapa, Associação Brasileira de Veterinários Especialistas em Suínos (Abraves) auxiliam nos esforços junto de profissionais vindos de outros estados do País como Paraná, Mato Grosso e do Distrito Federal, que trabalham desde 6 de outubro – quando o surto foi notificado pela primeira vez em Mulungu, distrito de Forquilha (a 215 km de Fortaleza). Os profissionais trabalham na investigação de suspeitas e cerco de 10 km em volta da área foi feito, além da proibição de entrada e saída de suínos do Ceará.

“Estamos com alerta disparado para as Polícias Rodoviárias Estadual e Federal para proibir a entrada e saída de suínos e seus derivados e outros estados também estão se resguardando. Isso já é um decreto federal e estadual: estamos em estado de emergência sanitária e com todas as nossas barreiras sanitárias fechadas. Estamos tomando essa precaução”, afirma Amorim.

Reparação

O dinheiro das reparações destinado aos criadores afetados pela doença deve ser depositado na conta da Asce hoje, para depois ser distribuído entre os criadores atingidos.

 

Com informações: O Povo

10 dos 184 prefeitos eleitos em 2016 foram afastados no Ceará

Dez dos 184 prefeitos eleitos em 2016 já foram afastados por irregularidades na campanha eleitoral, na administração municipal ou por crimes cometidos após chegarem ao poder. Das 10 cidades com novos gestores, Tianguá, Umari, Frecheirinha e Santana do Cariri realizaram, no dia 3 de junho, eleição suplementar para escolha dos prefeitos que cumprirão mandato até o dia 31 de dezembro de 2020. Nas quatro cidades, os mandatos dos gestores foram cassados pela Justiça Eleitoral.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) cassou, ainda, os mandatos dos prefeitos de Aracoiaba e Croatá. As duas cidades terão, também, eleição suplementar.

Em Pacajus, o prefeito Flankyn Chaves foi afastado pela Justiça após constatação de fraudes em licitações e irregularidades na aplicação do dinheiro público. O mesmo caminho teve, também, o prefeito de Saboeiro,  Gotardo Martins (PSD).

Em Tauá, a Câmara de Vereadores cassou, na noite de quarta-feira, 12, o prefeito Carlos Windson (PR) e, nessa quinta, 13, empossou o vice Fred Rego (DEM) no comando da Prefeitura.

Entre os 10 prefeitos afastados ou cassados, um – Marcelo Arcanjo, Santana do Acaraú (MDB), teve, nessa última quarta-feira, 12, licença aprovada na Câmara de Vereadores para tratar interesses particulares durante 60 dias. Arcanjo está afastado após confessar o assassinato do ex-funcionário da Prefeitura Augusto Cesar do Nascimento.

Veja a relação dos prefeitos eleitos em 2016 e que perderam o mandato em 2017/2018:

  • Tianguá – Dr. Luiz (PSD), eleito com 49.87%
  • Umari – Francisco Alexandre Barros Neto (PT), eleito com 50.04%
  • Frecheirinha – Carleone Junior (PP), eleito com 50.65%
  • Santana do Cariri – Danieli de Abreu Machado (PSL), eleita com 50.36%
  • Aracoiaba – Antonio Claudio (PSDB), eleito com 40.05%
  • Croatá – Thomaz Laureanno (PDT), eleito com 50.06%
  • Pacajus – Flanky Chaves (PP), eleito com 42.01%
  • Saboeiro – Jose Gotardo (PSD), eleito com 50.19%
  • Tauá – Carlos Windson (PR), eleito com 50.14%
  • Acaraú – Alexandre Gomes (PDT), eleito com 100%

Veja a relação dos prefeitos escolhidos em eleição suplementar  em 2018:

  • Tianguá – Dr. Jaydson (PTB), eleito com 53,23%
  • Umari – Neide (PSD), eleita com 56,9%
  • Frecheirinha – Helton Luís (PDT), eleito com 100%
  • Santana do Cariri – Pedro Henrique (MDB), eleito com 50,08%

Municípios que tiveram prefeitos cassados e os vices assumiram os mandatos: 

  • Aracoiaba – Presidente da Câmara Municipal, Francisco Rogério
  • Croatá – Presidente da Câmara Municipal, Claudimiro Oliveira
  • Pacajus – Bruno Figueiredo
  • Saboeiro – Micheline
  • Tauá – Fred Rego
  • Acaraú – Colombo

Com informações: Ceará Agora

7 cidades cearenses estão entre as 500 melhor avaliadas do País em índice de desenvolvimento municipal

O Índice da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN) de Desenvolvimento Municipal, com base em dados oficiais de 2016, apontou que o Ceará tem 91,8% de suas cidades com desenvolvimento socioeconômico alto ou moderado. Apesar de somente três cidades terem registrado alto desenvolvimento de forma geral, o Ceará teve crescimento em relação ao ano anterior nas três vertentes analisadas: 63,4% dos municípios avançaram em Emprego e Renda, 65,8% em Educação e 73,4% em Saúde.

Eusébio foi a cidade melhor avaliada do estado (0,8467), com alto desenvolvimento em Saúde e Educação e moderado em Emprego e Renda. Entre as 500 melhor avaliadas no país, sete são cearenses. As demais são, na ordem: Sobral, São Gonçalo do Amarante, Maracanaú, Horizonte, Jijoca de Jericoacoara e Frecheirinha. Todas apresentaram alto desenvolvimento em Saúde e em Educação. Em comparação a 2015, Jijoca de Jericoacoara apresentou o maior avanço no IFDM geral (8,3%) no Top 10 estadual, impulsionado pela vertente de Emprego e Renda.

Das 183 cidades cearenses analisadas, a classificação moderada é predominante, englobando 165 delas (90,2% do total analisado). Somando os municípios com alto desenvolvimento, o percentual de notas superior a 0,6 sobe para 91,8%, superior à média nacional, que é de 76,2%.

Saúde é o quesito em que as cidades cearenses mais se destacam: 97 (52,7%) apresentam alto desenvolvimento. No IFDM Educação, 54 dos municípios (31%) do estado conseguiram alto desenvolvimento, e é a única dentre as três áreas em que não houve cidades com desenvolvimento regular ou baixo. Em Emprego e Renda, apesar de 173 municípios registrarem desempenho regular ou baixo, 116 municípios do estado tiveram um avanço em relação ao ano anterior, sustentados pelo aumento da renda.

O Índice FIRJAN monitora todas as cidades brasileiras e a avaliação varia de 0 a 1, sendo que quanto mais próximo de 1 maior o seu desenvolvimento. Cada uma delas é classificada em uma das quatro categorias do estudo: baixo desenvolvimento (de 0 a 0,4), desenvolvimento regular (0,4 a 0,6), desenvolvimento moderado (de 0,6 a 0,8) e alto desenvolvimento (0,8 a 1).  São acompanhadas as áreas de Emprego e Renda, Saúde e Educação e avaliadas conquistas e desafios socioeconômicos de competência municipal: manutenção de ambiente de negócios propício à geração local de emprego e renda, Educação Infantil e Fundamental, e atenção básica em saúde. O IFDM avaliou 5.471 cidades. As novas, para as quais ainda não há dados, e aquelas com ausência, insuficiência ou inconsistência de informações, não foram analisadas.

Com informações: Ceará Agora

Prefeito eleito de Santana do Cariri vence com diferença de 15 votos

Quatro municípios do Ceará – Santana do Cariri, Frecheirinha, Tianguá e Umari – tiveram eleições suplementares neste domingo (3) para a escolha de prefeitos e vices. Isso porque os eleitos em 2016 perderam os mandatos em decisões do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e Superior Tribunal Eleitoral (TSE). Os eleitos cumprem mandatos de dois anos até as próximas eleições municipais, em 2020.

Em Santana do Cariri, venceu Pedro Henrique (MDB) com 50,08% dos votos válidos (5.004), apenas 15 votos de diferença do segundo candidato, que obteve 49,92% dos votos válidos (4.989). Foram apurados 12.178 votos e o município teve 13,68% de abstenção. De acordo com o TRE-CE, 10.512 eleitores compareceram às urnas, número que representa 86,32% do eleitorado. Como a cidade não tem 200 mil eleitores não haverá segundo turno.

Frecheirinha

Em Frecheirinha, no Litoral Oeste do Ceará, Helton Luís (PDT) foi eleito com 100% dos votos válidos: 4.934. No município compareceram às urnas 9.996 eleitores (90,29%). O índice de abstenção ficou em 9,71%, quando 1.075 eleitores deixaram de comparecer às urnas. Os votos nulos somaram 4.969, o que representa 49,71% do total de votos.

Umari

Com 56,9% dos votos válidos, os eleitores de Umari escolheram a candidata Neide (PSB) para dirigir o município até 2020. Ela conquistou 2.739 dos 4.814 votos válidos. O índice de abstenção no município ficou em 19,9%, com a ausência de 1.250 eleitores. Segundo o TSE, 5.030 eleitores votaram, o que representa 80,1% do total.

Tianguá

Com 22.203 votos válidos, Dr. Jaydson (PTB) foi eleito prefeito de Tianguá, na Região Norte do Ceará. Nesta eleição suplementar, 44.386 eleitores foram às urnas, 88,71% do total. O índice de abstenção no município foi de 11,29%, o que representa 5.647 eleitores. Com a vitória, Dr. Jaydson cumpre dois anos de mandato, até as eleições municipais em 2020.

No Ceará, já ocorreram eleições suplementares em 2007, 2011 e 2013, relativas aos pleitos 2004, 2008 e 2012 respectivamente.

Com informações; G1 Ceará

Eleitores de quatro municípios cearenses voltarão às urnas neste domingo, 3/6

Amanhã, 3 de junho, os eleitores de Frecheirinha, Santana do Cariri, Tianguá e Umari voltarão às urnas para eleger o prefeito e o vice-prefeito, em eleições suplementares, decorrentes de decisões do Pleno do TRE e do TSE.

De acordo com os dados do sistema de candidaturas, disputam os cargos de prefeito e vice-prefeito, respectivamente, pela ordem dos números dos candidatos e coligações:

Frecheirinha:

Silvia Lucia Sousa Aguiar Araujo e Claudio Fernandes Aguiar (Coligação “Frecheirinha não Pode Parar”)

Helton Luis Aguiar Junior e Francisco Mesquita Portela (Coligação “Justiça e Paz”);

Santana do Cariri:

Vicente Brilhante e Mauricio Matos (Coligação “Juntos Abraçamos Santana; Não Podemos Parar”)

Pedro Henrique Correia Lopes e Maristela Sampaio (Coligação “Unidos pelo Povo”);

Tianguá:

José Jaydson Saraiva De Aguiar e Mardes Ramos de Oliveira (Coligação “Gente em primeiro lugar”)

José Cardoso Terceiro e João Antonio Bevilaqua Alves (Partido Ecológico Nacional)

Luiz Menezes de Lima e Aroldo Cardoso Portela (Coligação “O Trabalho vai continuar”);

Umari:

Ana Paula Araujo Viana Alencar e Francisco Bruno de Freitas Barros (Coligação “Determinação e compromisso com o Povo”)

Mirineide Pinheiro Moura e Alex Sandro Rufino Ferreira (Coligação “Umari, Juntos Para Servir”).

A apuração/totalização das eleições suplementares ocorrerão nos cartórios eleitorais das sedes das zonas, a partir das 17 horas de domingo (3/6).

Informações importantes:

Município   Orçamento  Eleitores Locais de Votação Seções c/ urna Mesários Informações
Tianguá R$ 62.516,35 50.033 69 181 724 (88) 3671-1401
Umari R$ 21.476,95 6.287 11 25 100 (88) 3561-1411
Santana do Cariri R$ 31.646,25 12.178 21 46 184 (88) 3546-1438
Frecheirinha R$ 35.044,80 11.071 10 41 164 (88) 3671-1401
Com informações: ASCOM do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Ceará

 

Como justificar ausência às urnas nas eleições suplementares do próximo domingo

Os eleitores de Frecheirinha, Santana do Cariri, Tianguá e Umari que não puderem comparecer à eleição suplementar para prefeito e vice-prefeito, no domingo, 3/6, devem justificar a ausência às urnas para não ficarem em débito com a Justiça Eleitoral.

A justificativa poderá ser apresentada em qualquer Cartório Eleitoral, no prazo de 60 dias após o pleito. Os eleitores desses municípios devem preencher Requerimento de Justificação, acompanhado dos documentos que comprovem o motivo da ausência, para deliberação do juiz eleitoral da zona de origem.

O eleitor que se encontrar no exterior na data do pleito terá o prazo de 30 dias contados do retorno ao território nacional, podendo procurar também qualquer Cartório Eleitoral do país.

Não haverá recebimento de justificativa no dia do pleito.

Com informações: ASCOM do Tribunal Eleitoral do Estado do Ceará

Quatro cidades cearenses terão eleições suplementares no domingo

Quatro municípios do Ceará realizam neste domingo (3) eleições suplementares para escolher prefeitos e vices. São 79.569 eleitores de Frecheirinha, Santana do Cariri, Tianguá e Umari voltarão às urnas para eleger o prefeito e o vice-prefeito, porque os eleitos em 2016 tiveram os mandados cassados em decisões do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, a apuração/totalização das eleições suplementares ocorrerão nos cartórios eleitorais das sedes das zonas, a partir das 17 horas de domingo (3). O custo total das eleições nos quatro municípios soma R$ 150.684,35.

Confira os candidatos de cada cidade:

Frecheirinha

Coligação ‘Frecheirinha não pode parar’: Silvia Lucia Sousa Aguiar Araujo e Claudio Fernandes Aguiar

Coligação “Justiça e Paz’: Helton Luis Aguiar Junior e Francisco Mesquita Portela

Santana do Cariri

Coligação ‘Juntos Abraçamos Santana; Não Podemos Parar’: Vicente Brilhante e Mauricio Matos

Coligação ‘Unidos pelo Povo’: Pedro Henrique Correia Lopes e Maristela Sampaio

Tianguá

Coligação ‘Gente em primeiro lugar’: José Jaydson Saraiva De Aguiar e Mardes Ramos de Oliveira

Partido Ecológico Nacional: José Cardoso Terceiro e João Antonio Bevilaqua Alves

Coligação ‘O Trabalho vai continuar’: Luiz Menezes de Lima e Aroldo Cardoso Portela

Umari

Coligação ‘Determinação e compromisso com o Povo’: Ana Paula Araujo Viana Alencar e Francisco Bruno de Freitas Barros

Coligação ‘Umari, Juntos Para Servir’: Mirineide Pinheiro Moura e Alex Sandro Rufino Ferreira

Processos

A cassação dos diplomas do prefeito e do vice-prefeito de Frecheirinha, Carleone Júnior de Araújo e Cláudio Fernandes Aguiar, por conduta vedada a agente público, nas eleições de 2016, foi confirmada pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral pelo em 23 de abril.

Em 17 de abril, o TRE manteve, por unanimidade, a cassação dos diplomas da prefeita e do vice-prefeito de Santana do Cariri, Danieli de Abreu Machado e Juracildo Fernandes da Silva, por abuso de poder político e econômico nas eleições de 2016.

No julgamento ocorrido no dia 19 de abril, o TRE também manteve, por unanimidade, a cassação dos diplomas do prefeito e da vice-prefeita de Umari, Francisco Alexandre Barros Neto e Laura do Carmo Lustosa Ribeiro, por captação ilícita de votos nas eleições de 2016.

Já o caso de Tianguá foi decidido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na sessão de 15 de março deste ano. O TSE manteve o indeferimento do registro de candidatura do prefeito eleito em Tianguá, nas Eleições de 2016, Luiz Menezes de Lima, e do vice-prefeito, Aroldo Cardoso Portela e revogou a decisão liminar que os mantinha no cargo.

Com informações: G1 Ceará

TRE realiza reunião de planejamento das eleições suplementares

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, promoveu nesta segunda-feira, 14/5, reunião com as zonas que realizarão eleições suplementares, no próximo dia 3 de junho, e forças de segurança. Estão programadas novas eleições para prefeito(a) e vice-prefeito(a) em Tianguá, Frecheirinha, Umari e Santana do Cariri.

Estiveram presentes os juízes Francisco Ireilton Bezerra Freire (titular da 15ª Zona, com sede em Icó, responsável por Umari); Herick Bezerra Tavares (53ª Zona – sede em Nova Olinda, que abrange Santana do Cariri), Eduardo Braga Rocha (titular da 81ª Zona – Tianguá) e Moises Brisamar Freire (presidirá as eleições em Frecheirinha, cuja sede da zona é Tianguá).

Participaram ainda o juiz do Pleno do TRE, Eduardo Scorsafava; o diretor-geral do tribunal, Hugo Pereira Filho; os secretários de Administração, Sérgio Coelho e o de Tecnologia da Informação, Carlos Sampaio; as delegadas da Polícia Federal, Juliana Pacheco e Eliza Maria Barbosa de Almeida; o delegado da Polícia Civil, Lúcio Torres, e o tenente-coronel da Polícia Militar, Jano Emanuel Marinho.

Planejamento

A desembargadora Nailde Pinheiro presidiu a reunião e detalhou o apoio técnico oferecido às zonas eleitorais, bem como as datas da remessa das urnas eletrônicas, cadernos de votação e geração das mídias com dados dos eleitores e candidatos para as urnas. Por fim, a presidente do TRE reiterou total apoio e suporte às zonas, com monitoramento do tribunal no dia da votação.

Os magistrados relataram o andamento das atividades que antecedem o pleito, em especial, a fiscalização da propaganda e realização de reuniões de preparação com Ministério Público Eleitoral, partidos e coligações.

As Polícias Federal, Civil e Militar expuseram o planejamento para a segurança nas eleições em Tianguá, Umari, Santana do Cariri e Frecheirinha. Em todos os municípios, haverá reforço no efetivo e bases de monitoramento e atuação, na semana do pleito.

Dados das eleições suplementares nos 4 municípios:

Município Orçamento Eleitores Locais Votação Seções c/ urna Mesários
Tianguá R$ 62.516,35 50.033 69 181 724
Umari R$ 21.476,95 6.287 11 25 100
Santana do Cariri R$ 31.646,25 12.178 21 46 184
Frecheirinha R$ 35.044,80 11.071 10 41 164

Com informações: ASCOM do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará

Frecheirinha: PP homologa candidatura de Silvinha para eleição suplementar

Com o Clube Recreativo lotado, o Progresistas – como agora é chamado o PP – apresentou a população o nome da candidata Silvinha, para disputar a eleição suplementar, que ocorre no município.

Silvinha é esposa do líder politico Carleone Junior, e desde o inicio do primeiro mandato de seu esposo, sempre esteve colaborando com a gestão municipal, acumulando com esse tempo bastante experiencia.

A chapa liderada pela Silvinha(PP), tem o Dr. Claudio que se mantém como Vice, e seguirá coligado com os partidos: REDE, PC do B e MDB. O evento ocorreu na noite do último domingo e contou com a presença do presidente do PP, AJ Albuquerque e do deputado estadual Gony Arruda.
Com informações: Blog do Tidi