Canais Esporte Interativo deixarão de existir nos próximos dias

A Turner, empresa que detém os direitos sobre a marca Esporte Interativo removerá os canais nos próximos 40 dias de todas as operadoras de TV por assinatura. Mesmo com o término, o grupo garante que vai honrar com os compromissos assumidos com clubes brasileiro e a Uefa, transmitindo o Campeonato Brasileiro em 2019 e também a Liga dos Campeões pelos próximos três anos.

As transmissões continuarão nos canais TNT e Space, pertencentes à Turner, que comprou o Esporte Interativo. Os canais não serão dedicados apenas aos conteúdos esportivos mas, sim, divididos com a programação variada de séries, eventos e filmes já existentes com os conteúdos de esportes.

O Esporte Interativo também seguirá como marca nas redes sociais. A página do Facebook da emissora, por exemplo, continuará a ter postagens. Além disso, apesar de não confirmar oficialmente, as transmissões da Liga dos Campeões devem acontecer na fanpage do canal, em acordo que ainda será assinado.

Campeonato Cearense e Copa do Nordeste

O futebol cearense, assim como o de todo o Nordeste, será diretamente impactado com o fim dos canais Esporte Interativo (EI) na TV, anunciado pelas redes sociais. A continuidade da transmissão de competições como a Copa do Nordeste e as Série C e D, que ganharam espaço de destaque nunca visto numa emissora de canal fechado, tem futuro incerto diante da atual situação.

O torcedor cearense pôde ver conquistas relevantes pela TV, como o título do Ceará na Copa do Nordeste em 2015, a trajetória do Fortaleza na Série C até o acesso em 2017 e a campanha histórica do Ferroviário na Série D 2018.

Garantidos na edição da Copa do Nordeste em 2019, os dirigentes Ceará e Fortaleza afirmam que não foram procurados até o momento, mas adotam postura de tranquilidade diante do momento de indefinição. O Esporte Interativo possui direito de transmissão da competição até 2022, além de contratos com os clubes participantes que envolvem cotas que chegam a R$ 26,4 milhões para o próximo ano.

“A Copa do Nordeste é um produto importante. Se não houver continuidade dos atuais (detentores), eles vão primeiro cumprir as cláusulas do contrato, e o mercado vai assumir a competição, que tem grande repercussão”, afirmou o presidente do Ceará, Robinson de Castro.

Vice-presidente do Fortaleza, Marcello Desidério espera que os contratos sejam honrados. “É um produto que transcende o canal de televisão. Se não for com ela (emissora), garanto que a competição não acaba”, disse. Não conseguimos contato com o presidente do Ferroviário, Walmir Araújo.

Campeonatos estaduais do Nordeste, como o Cearense, devem deixar de ser transmitidos pela emissora, mas o impacto será bem menor, tendo em vista a tradição da transmissão dos estaduais pela Rede Globo. O presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF), Mauro Carmélio, aguarda definição, mas conta que as federações do Nordeste já começaram a se movimentar. “Tem que ver como vai ficar a posição da CBF em relação ao torneio (Nordestão). Ainda não nos comunicaram nada oficialmente. O contrato da transmissão do Cearense termina em 2019.”

A Liga Nordeste, por meio de nota, assegurou “a continuidade do crescimento financeiro da competição”. Segundo a entidade, os contratos comerciais com a Turner serão cumpridos, assim como as cotas aprovadas para o torneio de 2019.

A decisão pelo fim do Esporte Interativo na TV é do grupo Turner, dono da emissora esportiva. Os principais produtos do canal, como a transmissão da Liga dos Campeões da Europa e do Campeonato Brasileiro (a partir de 2019), serão exibidos nos canais TNT e Space, da mesma companhia.

Entre as razões do fim do EI na TV, estão o alto custo para manter dois canais no ar e dos direitos de transmissão das competições e retrações do mercado publicitário e de TV por assinatura, como afirmou o gerente geral do grupo Turner no Brasil, Antônio Barreto, em entrevista ao site Tela Viva.

Ceará e Fortaleza vão receber na 1ª fase do torneio, em 2019,  R$ 3,12 milhões, conforme a cota aprovada. Os times estarão na mesma chave, de acordo com o regulamento

Confira a nota da Emissora:

Nós do Esporte Interativo/Turner, agora uma afiliada AT&T, anunciamos hoje que estamos migrando a nossa programação de TV com o futebol nacional e internacional para as marcas TNT e Space. A Turner continua comprometida com a Liga dos Campeões da UEFA pelas próximas três temporadas, iniciando as transmissões a partir deste mês. Além disso, a partir do ano que vem, começaremos a transmitir a série A do Campeonato Brasileiro até 2024.

Os canais do Esporte Interativo na TV serão desativados nos próximos 40 dias e deixaremos de transmitir competições que nos orgulhamos muito durante os últimos anos. Entretanto, as nossas atividades no mundo digital seguem firmes, e continuaremos levando a emoção que o Brasil merece pra vocês através do nosso Facebook, Instagram, Youtube, Twitter, EI Plus e qualquer outra plataforma digital em que os apaixonados por esporte estejam presentes.

Não dá pra negar que estamos tristes com o fim dos canais Esporte Interativo na TV, mas ao mesmo tempo estamos ansiosos e animados com o futuro, em que estaremos todos os dias na TNT e Space, com as mesmas narrações, comentários e brincadeiras que nos acostumamos a ouvir nos últimos 11 anos. E claro, seguiremos juntos, diariamente, com a nossa família de mais de 20 milhões de fãs nas redes sociais. Muito obrigado pelo apoio de sempre. Contamos com vocês nessa nova caminhada. Tamo junto!

Com informações: O Povo

Torcida recepciona jogadores do Ferroviário com festa e segue em carreata até a Vila Elzir Cabral

No meio da galera e sem receios. Foi assim que os jogadores do Ferroviário foram recepcionados na chegada do elenco a Fortaleza, neste domingo, 5, no Castelão, por sua torcida. O grito de “é campeão” foi o mais entoado pelos torcedores do Ferrão, que comemoraram um título após 23 anos sem conquistas na Barra do Ceará.

Edson Cariús, de longe, era o mais cobiçado. Ao sair do ônibus, o artilheiro da Série D com 11 gols foi carregado pelos tricolores, que – em coro – entoavam a canção feita para o jogador. “Mil gols só Pelé, mas eu sou mais o Cariús”, diz a letra da música que tem o mesmo ritmo de um dos hinos da torcida brasileira durante a Copa do Mundo 2018, na Rússia.

“Momento maravilhoso que estamos vivendo e esse torcedor estava precisando, já que há muito tempo não comemorava um título. Agora é comemorar e agradecer a Deus e minha família pelo título da Série D e também pela artilharia”, disse o atleta.

O clima era de festa e não poderia ser outro, mas a comemoração ainda não tinha chegado à casa do Ferrão: a Vila Elzir Cabral, na Barra do Ceará. Alocados em cima do caminhão do Corpo de Bombeiros, a delegação do Peixe seguiu em carreata até sua sede, acompanhados por um mar de torcedores corais.

A cada novo metro percorrido, os cortejos aumentavam. Motocicletas, carros e bicicletas escoltavam a delegação do Ferroviário rumo à sede do clube. A carreata cresceu consideravelmente durante o percurso, ainda que os semáforos das avenidas Visconde do Rio Branco e Dom Manoel separassem os comboios.

Era fácil ver pessoas com as camisas do Ceará ou Fortaleza festejando o título do Tubarão com aplausos e gritos de incentivo. “É o nosso segundo time. Todos nós estávamos torcendo pelo Ferrim”, afirmou um torcedor do Vovô que estava entrando em um supermercado, mas quando viu a carreata comemorou junto com os torcedores do Peixe.

Na Vila Elzir Cabral, um palanque foi montado dentro do clube. Os torcedores puderam “tietar” todos os jogadores, bem como a diretoria. Newton Filho, vice-presidente do clube, ainda emocionado, festejou o título do Tubarão da Barra e já afirmou que a responsabilidade do Ferrão só aumentou.

“Isso é uma coroação de um trabalho conjunto. É novamente o torcedor do Ferroviário vestindo com orgulho a camisa Coral. É de novo uma taça em Elzir Cabral. Todos os esforços que fizemos valeram a pena. A cada nova etapa alcançada, a responsabilidade aumenta e nós estamos cientes disso. Vamos sempre manter os pés no chão e trabalhar com responsabilidade”, afirmou o dirigente.

Com informações: O Povo

ESPECIAL: Ferrão é campeão da Série D após 23 anos sem conquistar um título

O ano de 2018 vai ficar na memória do torcedor coral com o acesso para a Série C 2019. Após 23 anos sem conquistas, o Ferroviário sagrou-se campeão da Série D do Campeonato Brasileiro, se tornando apenas o 2º time cearense a vencer uma competição nacional. O título é fruto de uma campanha brilhante após ter um início de temporada marcada por oscilação.

O Tubarão da Barra bateu o Treze na grande final da Série D. No jogo da ida, Edson Cariús e companhia foram implacáveis e venceram os paraibanos por 3 a 0, no Castelão. No duelo da volta, no estádio Amigão-PB, os comandados de Marcelo Vilar perderam por 1 a 0, resultado que garantiu o título, diante da vantagem feita na 1ª partida.

Resultado de imagem para poster ferroviário campeão brasileiro 2018

A campanha do Ferrão na Série D começou sob desconfiança. Apesar de passar em 1º e invicto na fase de grupos, o desempenho do time não empolgava o torcedor. O time terminou a etapa inicial da competição com dez pontos conquistados em duas vitórias e seis empates.

Para o mata-mata, a diretoria trouxe o técnico Marcelo Vilar. O treinador conseguiu tirar o melhor do time. Tanto que o Ferrão foi implacável na fase eliminatória. Edson Cariús subiu de produção e foi decisivo, marcando 11 gols em 10 jogos.

Na 2ª fase, o Ferroviário eliminou o Cordino. Na sequência, bateu o Altos pelas oitavas de final. No jogo do acesso, contra o Campinense pelas quartas de final, o Ferroviário foi gigante e passou pelos paraibanos nas penalidades, com Cariús convertendo a última cobrança.

Na semi mais emoção. O Tubarão venceu o São José na partida de ida por 3 a 1. Na volta, a equipe coral perdeu por 2 a 1, mas suportou a pressão dos gaúchos que jogaram os minutos finais com dois a mais.

Números da campanha

7 Vitórias

6 Empates

3 Derrotas

26 Gols marcados

18 Gols sofridos

Todos os jogos na Série D

1ª fase

Cordino 1 x 1 Ferroviário

Ferroviário 1 x 1 4 de Julho

Interporto 2 x 3 Ferroviário

Ferroviário 1 x 1 Interporto

4 Julho 0 x 1 Ferroviário

Ferroviário 0 x 0 Cordino

2ª fase

Cordino 3 x 3 Ferroviário

Ferroviário 1 x 0 Cordino

Oitavas de final

Ferroviário 1 x 1 Altos

Altos 2 x 4 Ferroviário

Quartas de final

Ferroviário 3 x 2 Campinense

Campinense 1 x 0 Ferroviário (4 x 5 – penalidades)

Semifinal

Ferroviário 3 x 1 São José

São José 2 x 1 Ferroviário

Final

Ferroviário 3 x 0 Treze

Treze 1 x 0 Ferroviário

Destaques

A campanha do Ferroviário teve personagens decisivos no mata-mata. O trio Edson Cariús, Janeudo e Juninho Quixadá comandou as jogadas ofensivas e foi eficiente de frente para o gol adversário. Com a contribuição deles, o Ferroviário conquistou os resultados necessários para conquistar a Série D do Campeonato Brasileiro.

Terceira Força

O acesso do Ferroviário para a Série C representa mais que apenas um calendário extenso em 2019. É a consolidação da recuperação do status de terceira força do futebol cearense. A diretoria do clube nunca concordou com a perda do posto, se apegando aos títulos longínquos e à tradição da camisa, mas a história recente expõe a queda e a volta por cima do clube coral.

Com informações: O Povo

Futebol cearense tem três dos cinco maiores goleadores do Brasil em 2018

Os centroavantes dos três principais clubes do futebol cearense ocupam um lugar de destaque na tabela de goleadores do Brasil na atual temporada. Dos cinco jogadores que mais balançaram as redes no País em 2018, até a virada de julho para agosto, três atuam por aqui.

O topo da lista é ocupado por Gustavo, que já marcou 22 gols este ano pelo Fortaleza. E a conta já poderia ser maior, se o jogador não tivesse machucado o antebraço e ficado os últimos 40 dias longe dos gramados. Foram 16 gols marcados no Campeonato Cearense e seis na Série B do Campeonato Brasileiro.
O segundo colocado na lista não joga no futebol cearense, mas é um velho conhecido do Estado: Cassiano, ex-Fortaleza, que marcou 20 gols pelo Paysandu em 2018. Quem fecha o pódio é Edson Cariús que, ao todo, balançou as redes 20 vezes na temporada. Foram 11 gols pelo Ferroviário e 9 pelo Floresta, equipe onde disputou o Campeonato Cearense e Copa do Brasil este ano.
O quarto colocado também já vestiu a camisa do Tricolor do Pici: Neto Baiano, que anotou 19 gols pelo CRB no ano.
Fechando o TOP está o atacante Arthur, fez 18 gols pelo Ceará, atuando por quatro competições diferentes: Série A, Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Campeonato Cearense. Arthur tem o mesmo número de gols que Neilton, do Vitória.
Juntos, Gustavo, Arthur e Edson Cariús respondem por 60 gols na temporada. Uma média de 20 gols para cada atleta.
Com informações: Bruno Balacó / O Povo

Ferroviário atropela o Treze e larga na frente na decisão da Série D

O Ferroviário bateu o Treze por 3 a 0, na Arena Castelão, nesta segunda-feira (30). O jogo foi o primeiro da decisão do Campeonato Brasileiro da Série D.

A segunda partida da final acontece no próximo sábado (4), às 18:30, no Estádio Amigão. Para levar o título, o Tubarão da Barra pode perder por até dois gols de diferença em Campina Grande.

O primeiro tempo foi bem movimentado, as duas equipes tiveram boas oportunidades de abrir o placar. Aos 24 minutos, o atacante Edson Cariús rolou para Janeudo que tratou de colocar o Ferrão na frente.

O Tubarão da Barra dominou as ações na primeira etapa e conseguiu levar o resultado para o intervalo. O segundo tempo começou diferente. A equipe do Treze pressionava e estava melhor no jogo até a estrela de Edson Cariús brilhar mais uma vez.

Aos 20 minutos da etapa final, Luís Soares deixou dois marcadores na saudade e mandou a bola na cabeça de Cariús. O artilheiro do Ferrão não desperdiçou e ampliou para o Ferroviário. A festa ficaria completa aos 41 minutos,  Robson Simplício aproveitou o vacilo da zaga do Treze e bateu colocado, a bola morreu no fundo das redes do goleiro Mauro.

O resultado deixa o Ferroviário muito próximo de conquistar o seu primeiro título nacional. Caso conquiste a taça, o Ferrão será o primeiro time da capital cearense a ser campeão do campeonato brasileiro.

Com informações: Tribuna do Ceará

Ferroviário inicia nesta segunda-feira a luta em busca de inédito título nacional

O Ferroviário inicia nesta segunda-feira (30) a caminhada em busca de sua primeira conquista nacional em 85 anos de história, na final da Série D do Campeonato Brasileiro, contra o Treze de Campina Grande (PB). O jogo será disputado no estádio Castelão, a partir das 19h15.

Com o acesso já garantido para a Série C em 2019, o Ferrão luta agora pelo título. Caso se concretize, será a primeira conquista nacional de um clube de Fortaleza. O Guarany de Sobral é, até hoje, o único time cearense campeão brasileiro, na Série D de 2010.

Três desfalques

O técnico do Ferroviário, Marcelo Vilar, não poderá contar com três jogadores no primeiro jogo da decisão. O atacante Vitinho e os zagueiros Luís Fernando e André Lima foram expulsos na última partida e não podem atuar nesta segunda-feira.

O segundo jogo da decisão será disputado no estádio Amigão, em Campina Grande, no próximo sábado (4), às 18h30. Na final da Série D não há peso diferente para o gol marcado fora de casa. Dois resultados com igual número de gols levam a definição para os pênaltis.

Com informações: Tribuna do Ceará

Ferroviário e Treze iniciam decisão da Série D na segunda-feira (30)

O torcedor do Ferroviário já tem compromisso agendado para a noite da próxima segunda-feira, 30. Ele estará no Castelão, empurrando o Tubarão da Barra na primeira partida da final da Série D do Campeonato Brasileiro contra o Treze-PB. O jogo está marcado para às 19h15min.

A data e o horário passaram pelo crivo do Esporte Interativo, que transmite os primeiros 90 minutos da final para todo o Brasil. Não é a TV, no entanto, que vai desestimular o torcedor coral a assistir de perto a primeira decisão de título nacional pelo Ferroviário.

O jogo da volta ainda está indefinido.

Final da Série D marca encontro de experientes técnicos cearenses

Mais do que uma final entre clubes nordestinos, o duelo entre Ferroviário x Treze-PB marca o encontro de dois treinadores cearenses: Marcelo Vilar, comandante do Ferrão, e Flávio Araújo, técnico do time paraibano.

Vilar chegou ao time da Barra do Ceará no fim de maio, após a demissão de Maurílio Silva, a quatro dias do jogo decisivo contra o Cordino-MA, pela segunda fase da Série D. Na Vila Elzir Cabral, o treinador tinha a missão de levar o Peixe à Série C do Campeonato Brasileiro de 2019 e conseguiu o feito depois de passar pelo Campinense-PB, conquistando o acesso fora de casa. O Ferrão chegou à final do torneio nesse domingo, 22, diante do São José-RS.

Já Flávio Araujo foi contratado como treinador do Treze em fevereiro, para o lugar do também cearense, Oliveira Canindé. Ele fez sua estreia no Clássico dos Maiorais, contra o Sousa-PB, e foi derrotado por 2 a 1, pelo Campeonato Paraibano. Na série D, a equipe de Flávio terminou a primeira fase na liderança do grupo A9, passou pelo URT na segunda fase, derrotou o Iporá (nas oitavas de final) e venceu o Caxias, assegurando sua vaga à Série C do próximo ano, chegando à decisão do certame após derrotar o Imperatriz-AM.

Flávio Araújo possui 7 acessos

Acessos de Flávio Araújo:

2009: Icasa (3º) da C para a B

2011: América RN (4º) da C para a B

2012: Sampaio (Campeão) da D para a C

2013: Sampaio (Vice) da C para a B

2015: Ríver/PI (Vice) da D para a C

2017: CSA (Campeão) da C para a B

2018: Treze (Finalista) da D para a C

São 7 acessos, 5 finais e buscará o terceiro título. Informações de Thiago Minhoca

Com informações: O Povo

 

Com desfalques, Marcelo Vilar terá trabalho para definir Ferroviário do 1º jogo da final

O técnico Marcelo Vilar terá uma dor de cabeça e tanto no decorrer da semana para definir qual será a equipe titular do Ferroviário que vai entrar em campo no primeiro jogo da final da Série D do Campeonato Brasileiro, no próximo domingo contra o Treze de Campina Grande em Fortaleza. Isso porque a equipe coral teve três jogadores expulsos na partida com o São José-RS, no último domingo (22), em Porto Alegre. O jogo valia uma vaga na decisão.

Entre os expulsos, estão os dois zagueiros titulares: André Lima e Luís Fernando. Com isso, Marcelo Vilar vai ter que correr contra o tempo para refazer o setor ofensivo. Uma peça certa é o defensor Afonso, reserva imediato da dupla de zaga coral. Além dele, Erandir e Túlio seriam os outros que disputariam a segunda vaga. Eles não vêm sendo relacionados, mas precisarão retornar à lista do treinador do Tubarão da Barra para jogarem no primeiro confronto da final.

Além deles, com a expulsão de Vitinho, que também fica fora, Vilar só poderá contar com o artilheiro Edson Cariús e mais duas opções: os atacantes Dudu e Rafael Guedes, que tem sido relacionado. Um cenário melhor seria o retorno de Luís Soares, que está se recuperando de uma lesão. Caso não tenha o jogador, uma das opções seria jogar com Cariús na frente e escalar novamente Valdeci como um meia avançado. Um segundo cenário colocaria, muito provavelmente, Rafael Guedes para fazer dupla com o artilheiro da Série D.

No momento, o provável time que entraria em campo, em casa, na Arena Castelão, para a primeira partida da final da 4ª divisão, seria assim: Gleibson; Lucas Mendes, Afonso, Erandir (Túlio) e Sávio; Mazinho, Leanderson, Janeudo, Esquerdinha e Valdeci (Rafael Guedes); Edson Cariús.

O Ferroviário joga a final da Série D do Campeonato Brasileiro já no próximo fim de semana. As datas e horários da decisão ainda não foram divulgados pela CBF, que deve fazer isso nesta terça-feira (24).

Adversário da final

O Treze, jogando em casa, enfrentou na noite de ontem a equipe do Imperatriz do Maranhão e venceu no tempo normal por 1×0 (gol do cearense Maxuell Samurai, que teve destacada passagem na equipe coral), devolvendo o mesmo placar do jogo de ida no Maranhão. Com o resultado, o jogo foi para os pênaltis e o goleiro da equipe paraibana, Mauro Iguatu (também cearense) pegou três cobranças da equipe maranhense, dando a vitória por 2×1 ao Treze de Campina Grande.

Com a vitória no tempo normal, o Treze, treinado pelo cearense Flávio Araújo,  somou 26 pontos na classificação geral da Série D e com isso, passa a ter a melhor campanha, em comparação com o Ferroviário, que somou 24 pontos no total. Sendo assim, como manda o regulamento, o time de melhor campanha, no caso o Galo, tem o mando de campo no jogo da volta, que será realizado no dia 5 de agosto. No domingo, o jogo de ida acontece em Fortaleza, com mando de campo do Ferroviário.

Com informações: G1 Ceará

Ferrão perde, mas garante vaga na final da Série D

Com alta dosagem de sofrimento, tensão e emoção. Não podia ser diferente, afinal a superação tem sido a marca registrada do Ferroviário nessa saga pela Série D do Campeonato Brasileiro. O Tubarão deu mais um passo importante na competição – na qual já conquistou o acesso para disputar a Terceirona na próxima temporada – e garantiu a classificação para a grande final.

O time coral foi até Porto Alegre, mais precisamente ao Estádio Passos D’Areia, enfrentou o frio, a estranheza do gramado sintético, até uma arbitragem confusa e saiu de campo comemorando, apesar da derrota por 2 a 1 para o São José. Matheusinho e Karl marcaram para a equipe da casa, enquanto o o centroavante Edson Cariús descontou para o Ferroviário, assinalando seu décimo gol e se firmando na liderança isolada da artilharia da Série D.

O revés foi benéfico porque o Ferrão superou o rival gaúcho na partida de ida pela contagem de 3 a 1 e avançou à decisão graças ao saldo de gols no placar agregado.

Agora, a equipe cearense volta para casa e espera pela definição da outra semifinal, entre Imperatriz-MA e Treze-PB, que acontece hoje, na Paraíba, para conhecer quem enfrentará na última etapa da competição nacional. Os maranhenses triunfaram no jogo de ida por 1 a 0.

Independente do adversário, o Ferroviário já sabe que fará o segundo jogo da final fora de casa – o mando de campo é definido por campanha, somando os pontos de todas as fases. O primeiro jogo está marcado para o próximo domingo, dia 29.

O técnico Marcelo Vilar não poderá contar com seus dois zagueiros. André Lima e Luís Fernando receberam o cartão vermelho na reta final do segundo tempo e são desfalques certos para a primeira partida da final.

Com informações: O Estado/Ce

Ferroviário vence o São José na Arena Castelão

O Ferroviário venceu o São José (RS), pelo placar de 3 a 1, na primeira partida da semifinal da série D, do Campeonato Brasileiro. O jogo foi realizado na noite desta segunda-feira (16), na Arena Castelão, em Fortaleza.

O primeiro gol do Ferroviário saiu aos 25 minutos do primeiro tempo, Juninho Quixadá ganhou do zagueiro e mandou para o fundo das redes do São José (RS).

Mas o clube gaúcho chegou ao empate logo em seguida, aos 27 minutos, Kelvin acertou um belo chute cruzado, sem chances de defesa para o goleiro do Ferrão.

Aos 15 minutos do segundo tempo, Edson Cariús marcou um gol, mas o assistente já tinha marcado o impedimento do atacante do Tubarão da Barra.

O segundo gol do Ferrão saiu aos 34 minutos da etapa final de jogo, Mazinho marcou o gol de desempate para o Ferroviário, deixando o clube cearense na frente do placar.

O terceiro gol do Ferroviário saiu aos 42 minutos do segundo tempo, quando Gleidson aproveitou a cobrança de escanteio e desviou para o fundo das redes, ampliando o marcador para o Tubarão da Barra.

O Ferroviário pode perder até o por um gol de diferença na partida de volta com este resultado. Já o São José precisa vencer por dois gols de diferença para levar para os pênaltis. Para passar direto, o clube gaúcho precisa de três gols de diferença.

O jogo de volta será realizado no sábado (21), às 15 horas, no Passo D’Areia, em Porto Alegre (RS).

Com informações: CNews