Governo do Ceará assina convênio de US$ 70 milhões com o BID

Pelo segundo ano consecutivo, o Estado do Ceará foi reconhecido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como um dos destaques do país em gestão fazendária e transparência fiscal. Na manhã desta quarta-feira (17), em Brasília, o governador Camilo Santana assinou, na sede do BID, a linha de crédito para o Programa de Modernização da Gestão Fiscal no Brasil (Profisco II), no valor de US$ 70 milhões (cerca de R$ 260 milhões) – o Governo do Ceará entra com contrapartida de US$ 7 milhões.

Segundo o representante do BID no Brasil, Hugo Flores Timoran, o Estado foi, pelo segundo ano seguido, a primeira unidade da federação a assinar o Profisco, o que coloca o Ceará como exemplo de gestão fiscal.

O governador Camilo Santana reforçou a parceria com o banco em várias áreas e o empenho do Ceará em sua gestão fiscal. “O BID é um grande parceiro do Ceará. Temos convênios na área da saúde, para a construção de estradas, na ação social. Agora, mais uma vez, o estado é tido como exemplo de gestão fiscal. Mesmo em um momento difícil do País, fizemos uma gestão equilibrada e fomos o estado que mais fez investimento público no Brasil (13,9% da receita corrente líquida)”, disse Camilo Santana, durante a assinatura do convênio.

Para assinar o Profisco II, o Estado do Ceará atendeu novamente aos critérios colocados pelo BID, como estar adimplente com as obrigações tributárias, não ter endividamento comprometido em mais de duas vezes a Receita Corrente Líquida e ter cumprido os limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), entre outras.

A linha de crédito para o Profisco II tem como objetivo contribuir para o aperfeiçoamento da gestão fazendária, da transparência fiscal, da administração tributária, da administração financeira e do gasto público, fortalecendo da modernização da gestão fiscal, contábil, financeira e patrimonial. “Com a assinatura do convênio, nosso estado fica ainda mais forte nessa área e continua se destacando no país”, afirmou o governador Camilo Santana.

Com informações: ASCOM do Governo do Estado do Ceará

Camilo Santana participa de debate e destaca resultados positivos de sua gestão no Ceará

Na noite desta quinta-feira (27), o governador Camilo Santana participou de debate com outros postulantes ao Governo do Ceará realizado pelo Grupo de Comunicação O Povo. Durante o programa, exibido por televisão,  rádio e redes sociais, Camilo reforçou os avanços conquistados pelo Estado nos últimos três anos e meio, através de políticas públicas destinadas a melhorar a qualidade de vida da população.
Foram debatidos na ocasião temas importantes como Segurança Pública, Educação, Saúde e Emprego. Para cada um, o governador que busca reeleição destacou as diversas ações em andamento e com resultados positivos que são destaque nacional.
Na Educação, Camilo Santana lembrou que índice do Ministério da Educação indicou este ano que o Estado tem 82 escolas públicas entre as 100 melhores do Brasil. Também citou os avanços na Saúde, com construção de hospitais, policlínicas e UPAs. Para responder sobre o que tem sido feito na Segurança Pública, enfatizou a contratação de profissionais do setor, implantação de sistema de videomonitoramento e políticas de prevenção. Sobre a geração de empregos, citou atuação compromissada do Governo com a capacitação e atração de mais investidores para o Ceará. “O Ceará hoje é referência de gestão pública em todo o país”, afirmou.
Nas suas considerações finais, Camilo agradeceu o povo cearense por ter confiado a ele a responsabilidade de ser governador e pediu apoio para continuar fortalecendo o Ceará em todos os setores.
“Nós temos um projeto. Sabemos como fazer. É um projeto que tem gerado oportunidades para as pessoas e proporcionado um Ceará cada vez mais forte”.
Em entrevista fora do estúdio, Camilo defendeu a relevância de se realizar o embate entre candidatos de forma franca e aberta diante da população. “Esse debate é muito importante, faz parte da democracia. É um momento em que os eleitores podem observar o perfil e propostas de cada candidato e escolher quem irá conduzir Governo do Ceará pelos próximos quatro anos”.

Camilo assume compromisso de construir 100 novas creches

O governador Camilo Santana fez mais uma caminhada rumo à reeleição. Na manhã desta quinta-feira (20) ele andou por ruas do bairro Vila Velha, em Fortaleza. Logo que chegou, Camilo foi recebido por centenas de moradores. No caminho teve pausa para café da manhã na Panificadora Pane Flores: café com bolo.

Enquanto conversava com os moradores o governador assumiu o compromisso de construir 100 novas creches em todo o Estado. Em Fortaleza serão 30 novas unidades, zerando a espera por vagas na Capital.

“As mães e pais que precisam trabalhar e não têm onde deixar os filhos pequenos precisam desse apoio. Esse é um compromisso que assumo com as famílias cearenses, principalmente as que mais precisam”, ressaltou o governador Camilo Santana.

A dona de casa Maria Suzana foi uma das mães que agradeceu as novas creches ao governador. Para ela, quando o Governo investe na educação infantil está apostando em um futuro melhor. “Camilo fez muita coisa boa e com certeza vai fazer muito mais. Trazer creche para as famílias mais pobres mostra que ele se preocupa com a gente. Aqui em casa todo mundo reconhece e por isso no dia sete de outubro todo mundo vai votar no número 13 para governador”, disse a dona de casa sem titubear.

Com informações: Roberto Moreira

Caucaia: Município vai sediar VIII Jogos dos Povos Indígenas do Ceará

Reconhecida como um dos maiores berços indígenas do Ceará, Caucaia sediará a oitava edição dos Jogos dos Povos Indígenas do estado. Os últimos detalhes do torneio, que ocorrerá de 20 a 23 de setembro, foram acordados nesta sexta-feira (14/9) entre o prefeito Naumi Amorim e o secretário estadual do Esporte Euler Barbosa.

O campeonato buscará a integração das comunidades para promover o intercâmbio cultural, esportivo e de lazer como forma de resgatar modalidades tradicionais. A ideia é que os jogos possibilitem o fortalecimento da cidadania e da identidade étnica, contribuindo para o reconhecimento dos indígenas pela sociedade.

Para Naumi, a competição une a população e estimula o esporte nas comunidades. “É uma honra Caucaia receber este tipo de evento. Apoiamos integralmente porque ele fortalece a nossa cultura nativa e incentiva práticas tradicionais.”

Dezoito delegações vindas de 18 municípios participarão dos Jogos Indígenas. Serão, ao todo, 13 etnias de todo o Estado no evento: Tremembé, Anacé, Tapeba, Pitaguary, Potyguara, Kanindé, Tupinanbá, Gavião, Tabajara, Kalabaça, Kariri, Tapuya-Kariri, Tubiba-Tapuia.

Euler Barbosa disse que a expectativa desta nova parceria entre Governo do Estado e Prefeitura de Caucaia vai possibilitar um novo olhar para o esporte. “Vamos ter comunidades indígenas de todo o Estado neste importante encontro cultural, além de diversificarmos cada vez mais a questão do esporte.”

A abertura está programada para as 19 horas do próximo dia 20, na praça do Anfiteatro, no Centro de Caucaia. Já os jogos serão disputados na área de lazer da Lagoa do Capuan, no Centro de Ensino em Treinamento e Extensão Rural (Centrex). E também no Campo do Pedreira e no Campo do Pedreirinha, também localizados na região do Capuan.

Serviço
VIII Jogos dos Povos Indígenas do Ceará
Quando: de 20 a 23 de setembro.

Com informações: ASCOM da Prefeitura de Caucaia

Governo do Estado instala 12ª Uniseg em Fortaleza nesta quinta-feira (13)

Os bairros Edson Queiroz, Sabiaguaba, Cambeba, José de Alencar, Parque Iracema, Parque Manibura e Sapiranga serão contemplados com a mais nova Unidade Integrada de Segurança (Uniseg) da Capital, nesta quinta-feira (13). A Uniseg 16 é a 12ª Uniseg instalada na Capital a contar com incremento no policiamento, ampliação da frota de viaturas e ações de viés comunitário.
Serviço
Instalação da Uniseg 16
Data: 13/09/2018
Hora: 17 horas
Local: Avenida Viena Weyne, Cambeba (Lago Jacarey).

General critica ‘infiéis’ e admite sair da política

O candidato do PSDB ao Governo do Estado, General Theophilo, disse em entrevista, ontem, que, caso seja derrotado nas eleições deste ano, encerrará a carreira política e será professor universitário. Ele afirmou ainda que está desiludido com “infiéis” do seu próprio partido, assim como com parte do eleitorado que, em sua opinião, não quer mudança na realidade do Ceará.

O tucano reconheceu ter sentido dificuldade de adaptação à vida de homem público, em comparação com a atuação militar, e demonstrou descontentamento com a situação da política cearense, inclusive no PSDB. “Tenho encontrado pessoas que não são fiéis ao partido, que, apesar de serem do PSDB, não apoiam o candidato a governador. Acho isso uma grande infidelidade e tenho que ser coerente com tudo o que aprendi. Se sou PSDB, apoio o candidato do PSDB”.

General Theophilo preferiu não nominar os “infiéis” no partido, mas relatou que, em diálogo com o senador Tasso Jereissati (PSDB), estrategista político da campanha, foi alertado que, “por condições políticas, por apoio a A, B ou C, não adianta a gente ir para determinado município, porque ali a pessoa, apesar de ser do PSDB, não está votando no candidato a governador, no General”, disse.

“Isso me dói profundamente, porque não faz parte do meu aprendizado. Não foi assim que fui formado, e acho que a população brasileira também não foi formada assim, mas com transparência, honestidade e sendo disciplinada”, argumentou. Na primeira pesquisa Ibope divulgada pelo Sistema Verdes Mares no primeiro dia da campanha, em 16 de agosto, Theophilo teve 4% das intenções de voto, atrás de Camilo Santana (PT), que atingiu 64%.

Filiado ao PSDB desde abril deste ano, o postulante disse que, caso não vença a eleição, não tem “nenhuma vontade de continuar político”. “Não passava pela minha cabeça, o que eu gosto é de dar aula”, citou. Theophilo pretende ser professor de Relações Internacionais. “A minha carreira começou agora, mas a gente tem visto muita coisa e o meu crédito é que o povo queira mudar. Se o povo não quer, se não vota em mim, não vou ficar insistindo num povo que prefere isso aí. Se prefere isso daí, que tenha isso daí”.

Expectativa

Ele relatou que, em algumas localidades do Estado, a realidade é “do voto de cabresto”. O tucano disse ainda que não sobe em palanques ou faz carreatas com candidatos investigados na Operação Lava-Jato. “Várias vezes já tive divergência com o Tasso, mas quando vejo uma coisa que não está de acordo com minhas posições, eu me retiro”, disse. “Já me retirei de carreatas e mantenho incólume meu pensamento de fazer política séria com o povo cearense”, completou.

No entanto, General Theophilo sustentou que há segmentos da sociedade que querem mudança, que acreditam que o Ceará está sem rumo, e são essas pessoas que o motivam na campanha. “Estamos há dez dias de campanha na televisão, intensificando carreatas, participando de entrevistas, e acredito que a popularidade crescerá”, disse ele, acreditando que estará no segundo turno da disputa.

Com informações: Edison Silva

Governo do Ceará viabiliza junto ao Governo Federal aporte de R$ 100 milhões para transposição da água do Rio São Francisco

Em reunião técnica realizada na tarde desta quarta-feira (12), no Palácio da Abolição, o Governo do Ceará garantiu, junto ao Governo Federal, um aporte complementar no valor de R$ 100 milhões para as obras da transposição da água do Rio São Francisco. Aprovado o repasse, a tendência é que o reforço no abastecimento hídrico chegue a Fortaleza e Região Metropolitana nos próximos meses.
Durante o encontro, o secretário chefe do Gabinete do Governador do Ceará, Élcio Batista, e o secretário de Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, apresentaram o projeto da obra do Cinturão das Águas do Ceará (CAC) ao Ministro Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, e ao Ministro da Integração, Antônio de Pádua. A reunião teve duração de cerca de duas horas e contou com representantes técnicos do Estado e Ministérios.
O aporte será encaminhado para a Presidência da República para aprovação.
Plano de Segurança Hídrica
Uma das prioridades do Governo do Ceará tem sido intensificar e garantir recursos e estratégias para minimizar os efeitos do sexto ano consecutivo de estiagem no Estado. Em fevereiro de 2015, com foco no interior, foi lançado o Plano Estadual de Convivência com a Seca prevendo medidas emergenciais, estruturantes e complementares para cinco eixos de atuação: segurança hídrica, segurança alimentar, benefícios sociais, sustentabilidade econômica, e conhecimento e inovação.
Entre as iniciativas adotadas estão: perfuração de poços, construção de adutoras, além de chafarizes e sistemas de abastecimentos de água. O programa de perfuração de poços está sendo intensificado nas regiões que mais precisam. Em junho de 2016, o governador Camilo Santana anunciou um conjunto de ações emergenciais com foco no abastecimento de água em Fortaleza e Região Metropolitana.
Cinturão das Águas
A concepção preliminar do CAC, uma das maiores intervenções para aumentar a segurança hídrica para o Ceará, teve origem no final dos anos 1990, no âmbito dos extensos estudos de “Inserção Regional” do Projeto de Transposição de Águas do Rio São Francisco (PTRSF) para o Nordeste Setentrional. Foi traçado um canal que circundaria os limites sul e oeste do Estado. À época, rotulou-se o projeto de “Cordão de Água”.
Em março de 2009, a SRH contratou o “Estudo de Viabilidade Técnico-Econômica, Estudo Ambiental e Anteprojeto do Trecho Jati-Cariús” para o que, então, denominou-se de Cinturão de Águas do Ceará (CAC).

Com informações: ASCOM do Governo do Estado do Ceará

Pesquisa Ampla/O Estado: Camilo segue isolado com 63%; Theophilo tem 6%

O governador Camilo Santana segue isolado na disputa por mais um mandato à frente do Executivo estadual somando 63% das intenções de voto. Ele é seguido à distância pelo candidato do PSDB, General Theóphilo, que aparece com 6%. É o que revela a pesquisa Ampla, contratada pelo jornal O Estado para sondar a intenção de votos na corrida para a sucessão estadual. Esta é a primeira pesquisa sobre a eleição no Ceará após o início da propaganda eleitoral.

Na sequência, aparecem Ailton Lopes (Psol) com 2,6%, e Hélio Góis (PSL) com 1,4%. Os candidatos Mikaelton Carantino (PCO) e Francisco Gonzaga (PSTU) não somam 1% das intenções, atingindo, respectivamente, 0,6% e 0,3% da preferência do eleitorado pesquisado.
Ainda segundo a pesquisa, brancos e nulos somam 16,9%. Não sabem/não responderam somam 9,2%.

Votos válidos
Se forem considerados apenas os votos válidos, Camilo Santana aparece com 85,3%, enquanto General Theophilo tem 8,2%. Ailton Lopes (Psol) soma 3,5% e Hélio Góis (PSL) tem 1,8%. Não somam 1% das intenções de voto os candidatos Mikaelton Carantino (PCO), com 0,9% e Francisco Gonzaga (PSTU) com 0,4%.

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Rejeição
Os candidatos que mais registraram rejeição na pesquisa do Ampla/O Estado foram General Teophilo e Ailton Lopes, com, respectivamente, 15,7% e 13,4%. O atual governador Camilo Santana, que disputa a reeleição, tem 9,1% de rejeição. Já o candidato Hélio Góis é rejeitado por 8,2% dos entrevistados, enquanto Francisco Gonzaga e Mikaelton Carantino possuem rejeição de 7% e 5,1%, respectivamente. A opção “votaria em qualquer um deles” soma 11,3% e “não votaria em nenhum deles” chega a 9,1%. Já os eleitores que afirmaram não saber em quem votar totalizam 21,2%.

Espontânea
Na modalidade espontânea (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte: Camilo Santana (PT) tem 32,8% e General Theophilo (PSDB) soma 3,1%. Cid Gomes (PDT), que disputa o Senado e Ciro Gomes (PDT) candidato à presidência da República pontuaram somando, respectivamente, 2,1% e 2% das intenções de voto.

O percentual de eleitores que declaram votar em “ninguém”, “branco” ou “nulo” soma 11,2%. O maior percentual ficou para os que declaram não saber em quem votar, totalizando 46%.

Com informações: O Estado/Ce

82 das 100 melhores escolas públicas do Brasil são cearenses, diz Camilo Santana

Mais uma grande notícia para o nosso estado: novo Ideb aponta que o Ceará tem hoje 82 das 100 melhores escolas do Brasil no ensino público fundamental.E colocamos, pela primeira vez, 13 escolas estaduais cearenses de ensino médio entre as 100 melhores do Brasil. #OrgulhoDaNossaEducação#JuntosSuperandoDesafios

Publicado por Camilo Santana em Quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Das 100 melhores escolas públicas de ensino fundamental do Brasil, 82 estão localizadas no Ceará. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 5, pelo governador Camilo Santana (PT) e toma como base o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado na última segunda-feira, 3. Já no ensino médio, segundo ele, 13 instituições de ensino médio cearenses também estão no grupo das escolas de maior qualidade do País.

Infográfico: Governo do Estado do Ceará

“Isso mostra os avanços, estamos no caminho certo: dando educação de qualidade para as futuras gerações. Isso (o índice) está relacionado às escolas municipais, que o Governo do Ceará apoia e incentiva”, ressaltou.Conforme os dados, Sobral é a cidade cearense com o melhor ensino fundamental. A média no município subiu de 8,8, em 2015, para 9,1. Incluindo também o ensino médio, a nota subiu de 6,7 para a marca de 7,2. Os números colocam a educação da cidade com a mesma avaliação de países desenvolvidos.

Infográfico: Governo do Estado do Ceará

As cidades de Deputado Irapuan Pinheiro, Jijoca de Jericoacoara e Milhã também tiveram boa avaliação, ficando entre as sete melhores educações do País.

Ceará

A expectativa do Governo era de que a média para o Estado fosse de 4,5. Contudo, a meta foi superada com folga e chegou a 6,1. “É o que nos estimula e nos dá energia para continuar nosso trabalho”, ressaltou o petista.

Desde 2016, os resultados das escolas públicas cearenses eram comemorados pelo Estado. O Ideb 2015 revelou que, nos primeiros cinco anos do ensino fundamental, 77 das 100 melhores escolas públicas do Brasil estavam no Ceará. À época, as 24 primeiras posições eram todas ocupadas por escolas do Estado.

Infográfico: Governo do Estado do Ceará

Com informações: O Povo

Governo do Ceará escolhe novo banco para gerir a folha de pagamento

A Secretaria da Fazenda vai encaminhar, nesta segunda-feira, para a Procuradoria Geral do Estado um novo edital que tem como foco principal a escolha do banco que vai gerir a folha de pagamento dos servidores.

A primeira licitação deu deserto, ou seja, não apareceu banco interessado, o que é interpretado por alguns técnicos do meio como tática para que haja redução, por parte do governo, de sua pedida.

O preço para a gestão da folha que conta atualmente com um contingente da ordem de 168 mil – servidores ativos, inativos, terceirizados e cooperados, é da de R$ 543 milhões. A Sefaz e a Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado promoveram algumas correções nesse novo edital, mas nada vazou quanto a possível mudança no preço.

Atualmente, a folha é administrada pelo Bradesco, conhecido por suas taxas bem salgadas.

Com informações: Eliomar de Lima