2º turno em Fortaleza: Sarto tem 59% contra 41% de Wagner

Rodada da pesquisa O POVO/Datafolha neste segundo turno mostra tendência de vitória de José Sarto (PDT) contra Capitão Wagner (Pros) na disputa pela Prefeitura de Fortaleza. Divulgada nesta sexta-feira, o levantamento, o primeiro desta etapa, o pedetista tem 59% dos votos válidos contra 41% do candidato do Pros. A diferença é de 18 pontos percentuais.

Em votos totais, o postulante do PDT obtém 50% ante 36% de Wagner, abrindo uma vantagem de 14 pontos. Brancos e nulos somam 10% e não sabem, 4%.

Para efeito de comparação, no último Datafolha antes da votação do primeiro turno na capital cearense, divulgado no sábado passado, 14, Sarto tinha 49% das intenções de voto contra 41% de Wagner na simulação de 2º turno na corrida pelo comando do Paço.

Naquele momento, a distância entre os dois candidatos, quando levados à etapa seguinte do embate eleitoral, era de oito pontos percentuais. Considerada a margem de erro de três pontos, Sarto e Wagner mantinham-se próximos.

Uma rodada antes dessa, por exemplo, a configuração da disputa entre ambos era de empate técnico no limite da margem de erro: 47% para pedetista e 41% para o republicano.

Agora, porém, Sarto abriu uma dianteira, estabelecendo 14 pontos a mais em votos totais e 18 em votos válidos, confirmando viés de crescimento que o levou a terminar o primeiro turno em primeiro lugar, com 35,72% (ou 457.622 votos).

Nessa mesma etapa, Wagner conquistou 33,32% ou 426.803 votos – uma diferença de 30.819 votos -, tendo sido ultrapassado na reta final.

Sondagem do O POVO/Datafolha feita nos dias 9 e 10 de novembro, a cinco dias das eleições, trazia o representante do Pros numericamente à frente de Sarto no primeiro turno, com 34% dos votos válidos contra 30% do trabalhista, num cenário de empate técnico.

Na rodada anterior, dos dias 4 e 5 do mesmo mês, o republicano detinha 32% ante 29% de Sarto, também em votos válidos. Entre as duas, Wagner oscilou positivamente dois pontos e Sarto, um.

Essas movimentações sugerem que Wagner cedeu a primeira colocação a Sarto na véspera da votação, momento no qual a rejeição ao postulante do Pros avançava e quase se equiparava à da então candidata Luizianne Lins (PT), que liderava nesse quesito.

Enquanto a petista chegou ao dia da eleição com 47% de rejeição, Wagner tinha 41% e Sarto, 25% – o menos rejeitado entre os postulantes que encabeçaram toda a campanha no primeiro turno.

Para o levantamento, realizado nos dias 18 e 19 de novembro de 2020, foram entrevistados 868 eleitores. A margem de erro máxima da pesquisa é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O que significa que, considerando a margem de erro, a chance do resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa foi contratada pelo O POVO. O número de registro no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) é CE-05483/2020.

 

Com informações: O Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *