Arbitragem Cearense não quer mais atuar em jogos do Fortaleza em 2018

Árbitros e assistentes cearenses decidiram que não vão mais atuar em jogos do Fortaleza até o final do Campeonato Cearense. Tomada em Assembleia com participação maciça da categoria, a posição foi oficializada pela Associação Profissional dos Árbitros de Futebol do Estado do Ceará (Sindarf-CE) e comunicada oficialmente a Federação Cearense de Futebol (FCF) e ao Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Estado do Ceará (TJDF-CE).

Os árbitros estão inconformados com a justificativa que o clube usou para solicitar quarteto de arbitragem de fora para o clássico contra o Ceará, ontem, no Castelão. “A decisão é geral e o motivo não é o pedido de arbitragem de fora, mas a justificativa dos dirigentes do Fortaleza, que colocaram em xeque a idoneidade da nossa categoria, quando afirmaram que a equipe foi prejudicada pela arbitragem em TODOS os seus jogos”, explicou o presidente do Sindarf-CE, João Lucas.

O presidente da comissão de arbitragem da Federação Cearense, Paulo Silvio, afirmou que ainda não recebeu oficialmente a comunicação, mas teve acesso ao documento. Ele disse não ver fundamento para a decisão do sindicato e acredita que isso não vai atrapalhar o campeonato. Qualquer atitude, entretanto, será tomada a partir de hoje, 5 de março.

Para o próximo jogo do Fortaleza, na quinta-feira, 8, diante do Uniclinic, os árbitros cearenses já não devem participar do sorteio. Acontece que, nesse caso, o mando é da Águia da Precabura, que é quem fica responsável pelo pagamento da arbitragem. João Lucas diz que o a FCF terá que resolver o problema. 

Com informações: Repórter Brenno Rebouças

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *