Camilo continuará demonstrando apoio a Sarto, mas não poderá impedir Luizianne de utilizar sua imagem na campanha

O governador Camilo Santana, dizem aliados seus, não gostou de saber que a deputada federal Luizianne Lins, do seu mesmo partido, está usando uma foto dele para, ao lado dela, intensificar a campanha à Prefeitura de Fortaleza, como se ele realmente a tivesse apoiando.

A reação pública de Camilo, não poderia ser outra, foi dizer que tem um compromisso político com o PDT cearense, e uma sólida amizade pessoal e política com o prefeito Roberto Cláudio, patrono da candidatura de Sarto, concorrente de Luizianne, inclusive tendo na chapa um ex-secretário do Governo Camilo, por este indicado para ser o candidato a vice-prefeito. O governador disse o óbvio para os políticos e eleitores mais atentos. A maioria do eleitorado, desconhecedora das nuances políticas do Estado e alcançada pela propaganda política de Luizianne, não terá dúvida da união dos dois petistas, embora ambos, politicamente, não se tolerem.

A deputada não tem nada a perder, tentando ligar o governador à sua candidatura, ao contrário. E por isso não deverá alterar sua estratégia. Luizianne, por certo, tem as mesmas informações das pesquisas feitas em Fortaleza. Elas apontam para a boa avaliação do governador e do prefeito Roberto Cláudio. Usar a imagem de Camilo, mesmo que o constranja, como constrangido ficou, pode lhe render alguns votos e, ainda, como em outras oportunidades já tratamos disso, criar dificuldades para Camilo dentro do próprio PT e na campanha do candidato governista que ele apoia, sem no entanto poder estar ao seu lado por restrições impostas pela legislação eleitoral. No espaço do rádio e da televisão, a partir do dia 9 de outubro, ela poderá ser mais ousada ainda.

Camilo, somente no segundo turno, se o candidato governista estiver lá com um concorrente que não seja a Luizianne, poderá participar abertamente da campanha em Fortaleza. Até lá, enquanto filiado for ao PT, nada poderá fazer para impedir que Luizianne utilize sua imagem, e até declarações que porventura ele tenha dado quando mantinha com ela um bom relacionamento, ou mesmo enaltecendo a administração do PT, quando Lula era presidente. Mas o constrangimento que ela imporá ao governador não ficará apenas na parte da propaganda. Os discursos dela na campanha contra Ciro, Cid e Roberto Cláudio, os principais aliados e amigos de Camilo, só quando proferidos, se terá a dimensão dos aborrecimentos causados.

Aquiraz

O governador também experimenta dificuldades, não na dimensão das causadas com a candidatura de Luizianne, em alguns municípios do Interior, começando por Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, onde o deputado Bruno Gonçalves (PL) é um dos candidatos a prefeito. Bruno também está usando foto do governador ao seu lado na propaganda eleitoral. Nada demais se o Bruno em questão não fosse aquele flagrado na tentativa de compra de apoio de um candidato a vereador de Fortaleza, para beneficiar a vereadora Marta Gonçalves, oferecendo expressiva quantia de dinheiro à vista e outra parte após a eleição, com recursos da Verba de Gabinete da vereadora.

O deputado está sendo investigado pelo Ministério Público estadual, e em processo disciplinar na Assembleia Legislativa. Aparecer ao lado de Bruno, neste momento, é desconfortável, principalmente para o Chefe do Executivo cearense. Ademais, o principal concorrente de Bruno é o atual prefeito Edson Sá (PDT), também aliado do governador, que, por certo, vai querer utilizar a foto do governador em seus cartazes, sem que Camilo possa, por implicações políticas outras, impedir que um ou outro o exponha.

 

Com informações: Edison Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *