Camilo oficializa plano de retomada gradual e 66 mil pessoas voltam ao trabalho nesta segunda-feira, 1º

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), oficializou nesta quinta-feira, 28, em live realizada em suas redes sociais, o plano de retomada gradual da atividade econômica no Ceará. Conforme o chefe do executivo estadual, 66,9 mil pessoas voltarão ao trabalho nesta segunda-feira, 1º, quando se inicia a fase de transição do plano (etapa 0). A próxima etapa ainda não tem data exata, pois dependerá dos resultados da saúde.

Porém, a previsão é que, se os índices de saúde responderem bem, a cada 14 dias deve haver nova fase de reabertura gradual, começando a última etapa no dia 20 de julho deste ano. Segundo expectativa do governo, na etapa 1 haverá retorno de mais 85,6 mil postos de trabalho, seguida de 131,3 mil na fase 2; 175,155 mil na terceira; e 123,1 mil na última.

Hoje, o Estado apresenta 889,3 mil empregos ativos, conforme dados governo e, ao fim das cinco etapas, a expectativa é que 1,47 milhão de trabalhadores estejam em seus empregos.

Veja a previsão de retorno do emprego no Estado 

Número de empregos retomados por fase, no Ceará
Foto: Reprodução
Número de empregos retomados por fase, no Ceará
Retomada dos empregos no Ceará
Foto: Reprodução
Retomada dos empregos no Ceará

Veja o que retorna em cada fase

 

As fases são definidas baseadas em critérios

1. Baseado em riscos sanitários

Primeira fase = Baixo risco

Quarta fase = Alto risco

2. Baseado em aspectos econômicos e sociais

Primeira fase = Alto impacto

Segunda fase = Baixo impacto

O Governo do Estado já havia antecipado que o retorno da escolas, nas redes privada e pública, deverá fazer parte da última fase de abertura das atividades não essenciais no Ceará.

Camilo anunciou a renovação do decreto de isolamento social em todo o Estado. Por recomendação da Secretaria da Saúde, será sugerido ou determinado que alguns municípios do Interior adotem isolamento mais estrito, como ocorreu na Capital.

O secretário da Saúde, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o doutor Cabeto, disse que o isolamento causou redução significativa do número de casos de Covid-19 e também do número de óbitos.

 

Com informações: O Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *