Camilo Santana entrega 156 novos veículos para a Polícia Militar

A Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) recebeu, na manhã desta sexta-feira, 25, 156 novos veículos. Os carros e motos, entregues pelo governador Camilo Santana (PT), reforçam a força automotiva da Segurança Pública no Ceará. Desde 2015, dois mil veículos já foram conferidos, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).
“Nosso compromisso é continuar investindo fortemente nas forças de segurança do Estado. Hoje estamos entregando mais 156 veículos, um investimento de quase R$ 8 milhões”, afirma o governador. “As fortes ações que a gente tem feito dentro do sistema prisional tem ocasionado tudo isso aqui fora. Claro que têm diminuído significativamente, mas continuam. Isso mostra um incômodo”.
Camilo comentou ainda que grupos criminosos têm disseminado mentiras nas redes sociais para intimidar a população e provocar recuo por parte do Estado. “Seremos cada vez mais duros com a implantação da lei de execução penal dentro do sistema prisional do Ceará. Para isso, desde o início pedi reforço do Governo Federal. Temos 406 homens da Força Nacional e gostaria de ter mais para garantir (a segurança) porque a área territorial do Ceará é muito grande”.
Pefoce e Polícia Militar devem ter novos concursos em 2019
Novos concursos para a Polícia Militar (PMCE) e a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) devem ser anunciados ainda em 2019. A informação foi divulgada pelo governador Camilo Santana (PT), na manhã desta sexta-feira, 25, durante entrega de 156 novos veículos para a PMCE.
“Nosso compromisso é continuar investindo fortemente nas forças de segurança do Estado. Dando continuidade ao que fizemos nos últimos quatro anos, com equipamentos, inteligência, tecnologia e também pessoal”, destacou Camilo, antes de anunciar os novos concursos. Em 2018, o governador confirmou concurso para a Polícia Civil do Estado.

Camilo não divulgou o número de vagas nem a previsão para publicação do edital do certame. O anúncio feito pelo governado acontece em meio a maior e mais duradoura crise na segurança pública do Estado do Ceará orquestrado por facções criminosas desde de 2 de janeiro.

430 pessoas já foram detidas, até a manhã desta sexta, por envolvimentos com os atentados registrados em mais de 50 municípios cearenses.

Com informações: O Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *