Caucaia: UPA da Jurema tem porte ampliado e vai receber R$ 3 milhões do Governo Federal

Em funcionamento há menos de seis meses na Grande Jurema, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Eduardo de Castro Pessoa de Lima já tem um grande feito conquistado. O equipamento teve o porte ampliado pelo Ministério da Saúde, órgão responsável pela organização e elaboração de planos e políticas públicas voltados à promoção, prevenção e assistência à saúde em todo o Brasil.

A UPA da Jurema é agora Porte 3 (e não mais Porte 2). Isso significa que a unidade está no nível mais elevado de classificação do Governo Federal. Consolida-se, portanto, como a maior UPA do Ceará. “Nunca é demais lembrar que essa obra estava completamente abandonada e nós retomamos e finalizamos em tempo recorde. E fizemos isso por entendermos que era inadmissível a Jurema, com uma população tão grande, não ter um lugar decente pras pessoas se consultarem. Essa ampliação de porte em tempo tão curto é o reconhecimento desse esforço”, pontua o prefeito Naumi Amorim.

A elevação consta na Portaria nº 775, publicada no Diário Oficial da União no último dia 27 de março. O documento é assinado pelo ministro de Estado da Saúde, Rodrigo Barros, e tem como principal desdobramento o repasse de recursos federais para a manutenção da unidade. Por ano, a UPA da Jurema receberá R$ 3 milhões, o equivalente a R$ 250 mil mensais.

“Quando inauguramos a UPA, ela era Porte 2 porque assim havia sido concebida. Mas já conseguimos a validação para o Porte 3 e entramos agora numa nova fase de avaliação para recebermos ainda mais recursos”, pontua o secretário municipal de Saúde, Moacir Soares.

Chegar ao Porte três é reflexo de a unidade ter, por exemplo, um elevado número de profissionais e excelente estrutura para atendimento. Por plantão de 24 horas, por exemplo, a UPA da Jurema dispõe de nove médicos. E conta com 15 leitos de observação, um de isolamento e três na Sala Vermelha, para casos de maior gravidade.

“Para ser Porte 3, a gente precisava ter, em média, 350 atendimentos por dia. Mas já chegamos ao patamar de mais de 400 pacientes por dia. A demanda praticamente dobrou desde que começamos a funcionar”, revela o diretor geral da UPA da Jurema, Marcelo Góis.

A gestão aguarda agora outro parecer do Ministério da Saúde. O projeto é qualificar a unidade como Tipo 8. Na prática, isso vai representar mais R$ 250 mil mensais para a manutenção do espaço. Atualmente, a unidade recebe recursos do Governo do Estado e principalmente da Prefeitura.

No último dia 31 de janeiro, técnicos do Governo Federal inspecionaram o lugar. “Eles viram que estava tudo em ordem, que de fato ofertamos tudo o que dissemos ter e que está tudo em pleno funcionamento. Agora são apenas trâmites burocráticos até mais esse novo recurso sair”, finaliza Marcelo Góis.

Com informações: ASCOM da Prefeitura de Caucaia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *