Chico Aguiar pede aposentadoria do TCE, mas diz que saiu no prejuízo. Receberá R$ 30,4 mil mensais

Chico Aguiar, ex-deputado estadual, que estava como conselheiro à disposição do Tribunal de Contas do Estado, pediu aposentadoria, na semana passada. Com isso, ele perceberá R$ 30,4 mil por mês.

Ex-presidente do TCE, Chico estava na “reserva” do Pleno desde a confirmação da extinção do Tribunal de Contas dos Municípios, em outubro de 2017.

Com 71 anos, o ex-conselheiro disse que decidiu antecipar a aposentadoria pois não via mais chance de assumir vaga no TCE e que queria partir agora para montar um negócio

Chico Aguiar reclama. Diz que ao antecipar sua aposentadoria, teve prejuízo. “Como eu tinha mais de 35 anos de serviço, o que fosse descontado pela previdência teria que ser reembolsado depois pelo Tribunal, como abono de permanência. Com a aposentadoria eu perdi isso, fiz foi ter prejuízo”, lamenta.

Em 1994, quando assumiu o governo por 83 dias com a renúncia de Ciro Gomes para virar ministro da Fazenda do governo Itamar Franco, Chico Aguiar pediu aposentadoria como ex-governador. Ele diz que hoje não recebe, mas que está recorrendo na Justiça para manter o benefício.

 

Com informações: Eliomar de Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *