Dengue tem 81 casos confirmados no Ceará em 2019; chikungunya tem 17

O número de casos de dengue no Ceará chega a 81 confirmados, segundo boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa) nesta terça-feira (19). No total, 859 casos suspeitos foram notificados.

Três dos casos analisados estão sob suspeita de dengue com sinais de alarme, ocorridos nos municípios de Fortaleza, Irauçuba e Russas. Uma morte suspeita de dengue grave está sob investigação.

Os números representam uma baixa em relação ao mesmo período em 2018. Até a sexta semana do ano, 428 pacientes foram diagnosticados com a doença, com 1.630 notificados. Duas pessoas morreram naquele período.

Segundo a Sesa, a taxa de incidência de casos de dengue é abaixo da média esperada, sinalizando um cenário de baixa transmissão.

Chikungunya

As taxas de chikungunya nas seis primeiras semanas de 2019 também sofreram uma queda na comparação com 2018. Até o momento, foram 175 casos notificados, com 17 confirmados. Do total, 55 foram descartados.

Em 2018, no mesmo período, um total de 809 pacientes foram diagnosticados com os sintomas, enquanto 252 tiveram a infecção confirmada.

Zika

Em relação aos casos de zika, até o momento 2019 não tem nenhum paciente confirmado, embora haja três notificações, nos municípios de Capistrano, Crato e Sobral. Em 2018, até a sexta semana do ano, foram confirmados 9 casos e 75 notificações. A redução do número de notificações foi de 96%, na comparação entre os dois anos.

A Secretaria da Saúde lembra que evitar o acúmulo de água em recipientes abertos é a principal maneira de impedir a reprodução do mosquito Aedes aegypti, transmissor de arboviroses como dengue, zika e chikungunya.

Com informações: G1 Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *