Deputado pede afastamento do presidente Jair Bolsonaro durante investigações no STF

O deputado federal Marcelo Calero (Cidadania-RJ) pediu ao ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), afastamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) do cargo máximo do Executivo federal pelo período que durar seu inquérito na Suprema Corte. As informações são do portal Correio Braziliense.

Em ofício enviado nessa segunda-feira, 4, o parlamentar justificou que o afastamento visa “proteger a investigação de crimes pretensamente cometidos”. Calero se refere aos crimes denunciados pelo ex-ministro Sérgio Moro que estão sendo julgados pelo STF. A Corte investiga se Bolsonaro cometeu os crimes de falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça e corrupção passiva.

No último sábado, Moro prestou depoimento na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Além das provas que haviam sido divulgadas pelo Jornal Nacional, no mesmo dia de sua saída do governo, o ex-ministro ainda forneceu novas provas e indicou maneiras de conseguir outras.

No documento enviado, há ainda o embasamento do pedido baseado em um decisão tomada pelo ex-ministro do STF Teori Zavascki, de 2016, que afastou o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que era alvo de investigações da Operação Lava Jato à época.

“Neste contexto, é imprescindível que sejam garantidas, de forma imediata, a autonomia técnica, a imparcialidade e a independência da Polícia Federal, órgão responsável pela investigação dos pretensos atos criminosos mencionados pelo Procurador-Geral da República (Augusto Aras) por ocasião do requerimento de instauração de inquérito”, defende o deputado no ofício, obtido pelo Correio Braziliense.

 

Com informações: O Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *