Economista é o segundo cearense a integrar equipe de Bolsonaro

Mais um cearense está na equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL): o economista Waldery Rodrigues Júnior, natural de Missão Velha. Além do especialista em energia, Luciano Irineu de Castro Filho, que também integra a equipe, Waldery Rodrigues, foi escolhido pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes. Atualmente, ele é consultor de política econômica do Senado Federal.

O economista disse não estar autorizado por Paulo Guedes para falar sobre o trabalho na equipe de transição, no entanto, ele detalhou a trajetória dele no Ceará, onde nasceu e tem parentes.

Waldery é de um distrito de Missão Velha chamado Jandacaru. Ele ficou lá até os 6 anos de idade. Depois, se mudou para Fortaleza com os pais, onde ele diz que “se projetou”.

Na escola, Waldery já gostava de cálculo. Ele participou de olimpíadas cearenses de matemática e foi campeão em duas. Na faculdade, ingressou no curso de Engenharia Civil e em um ano foi selecionado para o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA).

O cearense foi para a Universidade de Brasília (UNB), onde fez mestrado em Economia e emendou doutorado na área também pela Universidade de Michigan, nos Estadados Unidos.

De volta ao Brasil, o cearense passou no concurso público para o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), onde ficou 18 anos. Atualmente, ele é consultor de políticas econômicas do Senado Federal, mas teve que se licenciar para compor a equipe de transição do Governo Bolsonaro.

 

Com informações: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *