Fortaleza: Coleta de lixo será intensificada nos próximos dias

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), esteve, no início da tarde de ontem, em operação destinada à coleta de lixo, na Capital. O funcionamento do serviço foi afetado pela onda de ataques das facções no Ceará, que já completam, hoje, 13 dias.

O gestor foi aos bairros do Grande Mucuripe para acompanhar como estava ocorrendo o mutirão, que vem sendo realizado na tentativa de normalizar prestação dos serviços públicos municipais.

Acompanhado pela Polícia Militar e pela Guarda Municipal de Fortaleza, o prefeito elencou os setores da saúde, transporte público, limpeza urbana e iluminação como prioridades na logística implementada pela Prefeitura de Fortaleza, a fim de assegurar a assistência à população.

Além da ameaça à coleta de lixo, em Fortaleza, houve registro de bairros que tiveram a iluminação pública depredada, também como parte da onda de ataques no Estado. No bairro São Bento, por exemplo, pelo menos quatro ruas estavam sem a iluminação devida, em função dos atos criminosos.

Segundo o prefeito, as operações seguirão intensas durante a semana, até que se alcance um padrão de normalidade nas atividades. “Há outras equipes distribuídas pela Cidade realizando um trabalho que deverá continuar ao longo dos próximos dias”, garantiu durante a visita.

A coleta de lixo nos bairros da Capital foi um dos setores mais afetados, e vem causando transtornos à população. Somente na ação no Mucuripe, aproximadamente 150 toneladas de lixo haviam sido retiradas das ruas, até o fim da manhã de ontem. Roberto Cláudio garantiu também que esforços semelhantes estão sendo concentrados em outras áreas críticas espalhadas pela Cidade.

Por meio de nota divulgada à imprensa, foi informado que o prefeito irá reunir titulares de pastas prioritárias, na manhã de hoje, com intuito de analisar os resultados obtidos com as ações implantadas em meio à crise. O planejamento de novas estratégias para os próximos dias também estará em pauta durante o encontro.

Com informações: O Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *