Fortaleza recebe o Paysandu com chances de selar o acesso à Série A

Os últimos dias foram de muita festa para os torcedores do Fortaleza. Os vários eventos em comemoração ao centenário do clube animaram tricolores nos quatro cantos da Capital com lembranças da história gloriosa e vencedora do clube. Mas falta, ainda, a “cereja do bolo”. Só uma vitória hoje, às 19 horas, contra o Paysandu, num Castelão lotado, será capaz de ampliar ainda mais a celebração leonina e tornar a festa completa.

O ato final da semana centenária do Leão do Pici terá público à altura da importância da partida, e com direito a quebra de recorde. Mais de 37 mil ingresso foram vendidos de forma antecipada, isso sem contar os cerca de 20 mil sócios-torcedores. Então, é certo que o jogo terá o maior público desta Série B do Campeonato Brasileiro, superando os 39.463 pagantes que presenciaram a vitória do próprio Fortaleza, por 1 a 0, sobre o Sampaio Corrêa partida que até hoje registrava o maior público da competição.

Além da comemoração pelos 100 anos, a euforia leonina é totalmente justificável pela importância da peleja de logo mais. Afinal, triunfo leva a equipe de Rogério Ceni aos 60 pontos e praticamente garante oficialmente o retorno à Primeira Divisão após 13 anos.

Se hoje a probabilidade de subida é de 99,7%, de acordo com o site Chance de Gol, especialista em estatísticas de futebol, um resultado positivo representa quase o fim de qualquer chance de fracasso. Mais que isso, uma vitória aumenta também a chance de conquista de título, que atualmente é de 79,3%.

Apesar do clima de festa, os jogadores estão cientes que a euforia não pode passar da arquibancada para o campo.

“Nosso grupo é experiente e está sabendo dosar esse nível de ansiedade. É um privilégio pra cada um de nós participar dos 100 anos e de um grande ano, mas isso de maneira alguma pode mudar nosso foco e nosso pensamento, que é totalmente no jogo contra o Paysandu. Esperamos sim fazer uma grande festa, mas só depois do jogo, comemorando com mais uma grande vitória”, disse o goleiro Marcelo Boeck.

Em relação ao time que atuou na última partida, o técnico Rogério Ceni deve promover apenas uma mudança: o retorno do atacante Gustavo ao comando de ataque no lugar de Éderson, que foi o titular contra o Oeste por uma opção tática do treinador.

Em situação totalmente quase oposta à do Fortaleza, o Paysandu tem grande necessidade de vitória para tentar escapar do rebaixamento. Sem vencer há cinco jogos, o Papão precisa do resultado positivo para sair da 18ª colocação e tentar terminar a 32ª rodada fora da Z-4.

Fortaleza

4-3-3: Marcelo Boeck; Tinga, Diego Jussani, Ligger e Bruno Melo; Felipe, Nenê Bonilha e Dodô; Marlon, Marcinho e Gustavo Técnico: Rogério Ceni

Paysandu

4-4-2: Renan Rocha; Maicon Silva, Diego Ivo, Fernando Timbó e Guilherme Santos; Renato Augusto, Willyam, Marcos Júnior e Pedro Carmona; Mike e Hugo Almeida. Técnico: João Brigatti

Local: Arena Castelão, em Fortaleza – CE

Data: 20/10/2018

Horário: 19 horas

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)

Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Eder Alexandre (SC)

Com informações: O Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *