“Hilson não tem a mínima condição de reassumir”, diz vice-prefeito de Uruburetama

Empossado hoje, às 9 horas, em cerimônia na Câmara Municipal de Uruburetama, o prefeito interino Artur Nery afirma que José Hilson de Paiva, 70, “não tem a mínima condição de reassumir” a função.

Hilson foi afastado do comando da Prefeitura ontem, após denúncias de que havia estuprado mulheres em seus consultórios. A medida é válida por 90 dias, período no qual a Câmara vai investigar o caso e decidir se ele será cassado.

Agora à frente de Uruburetama, Nery promete uma auditoria nas contas do município como primeira ação de sua gestão. “Acho que é normal auditar as contas. Já fui prefeito por seis anos, tenho que ter cuidado também”, disse ao O POVO ontem, logo depois do afastamento.

O novo prefeito conta que se afastou de Hilson logo no início do mandato e que tentará construir maioria no Legislativo, onde oito dos 11 vereadores eram da base do prefeito afastado. “Vamos trabalhar para isso, sem chantagem. Acho que nosso pensamento é fazer o bem para o município”, falou.

Nery e seu filho, o vereador de Uruburetama Alexandre Nery, são suspeitos de terem tentado extorquir Hilson de Paiva, que os denunciou à Polícia. Segundo o prefeito afastado, seu vice o pressionou a renunciar sob ameaça de divulgar vídeos e fotos nas quais o gestor aparecia cometendo abusos sexuais. O caso está relatado em boletim de ocorrência apresentado no 13º Distrito Policial, em Fortaleza.

 

Com informações: O Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *