Naumi e Valim tentam fortalecer campanhas no 2º turno em Caucaia

As candidaturas que disputam o segundo turno das eleições em Caucaia avançam em suas estratégias de campanha, em busca de um desfecho positivo no próximo dia 29. Naumi Amorim (PSD) e Vítor Valim (Pros) angariaram alianças entre os candidatos derrotados no primeiro turno como forma de se fortalecer na disputa.

“Eu estou feliz. Ganhamos o primeiro turno com mais de 22 mil votos à frente. Agora, estamos fazendo articulações políticas. O objetivo é conseguirmos votos que ficaram com outros candidatos. Já temos uma sinalização positiva do PCdoB, do João Ary (PMN) e recebemos o apoio do grupo do Elmano (PT)”, avalia Naumi, que tenta a reeleição.

Valim também demonstra confiança após os primeiros dias de campanha no segundo turno. O candidato fez alianças relevantes para a disputa, como a que foi estabelecida com a terceira colocada Emília Pessoa (PSDB), que teve 19,2% dos votos válidos no último domingo, 15.

“As expectativas são as melhores. A oposição está unida em um único propósito: Libertar Caucaia e devolver a paz a todos que moram aqui. Os caucaienses já mandaram o recado nas urnas: não estão satisfeitos com a atual gestão. Eu e Emilia Pessoa (PSDB) tivemos, juntos, quase 50% dos votos”, destaca.

Para Naumi, a adesão de maior peso foi a do PT, que teve como candidato o deputado estadual Elmano de Freitas (7,69%) dos votos válidos. Ontem, o PT de Caucaia emitiu uma nota de apoio à releição de Naumi. O partido alega que a decisão tem por base a luta contra o bolsonarismo.

Naumi destacou a boa relação com os irmãos Ferreira Gomes do PDT e seus aliados. “Temos ao nosso lado o Ciro e o Cid, além de já ter combinado com o governador Camilo Santana (PT) que receberia o seu apoio caso a nossa candidatura chegasse no segundo turno. Se fosse o Elmano (no segundo turno), ele receberia o meu apoio também”, relata.

No último sábado, 14, Camilo gravou vídeo apoiando Naumi e Elmano. O governador buscou angariar votos para que o candidato do PSD pudesse ganhar ainda em primeiro turno.

Para o prefeito, o momento é de reflexão. “Olhem para trás. Vejam como era a saúde e a educação. Reflitam sobre o que foi feito. Não faço milagres, só Deus”, diz.

Para Valim, além de Emilia, chegou ainda o apoio de Sebastião Conrado (PMB), quinto colocado com 2% dos votos. O candidato do Pros comemorou “o reforço e a liderança” da vereadora Natécia Campos (PP), curiosamente a vice de Elmano no 1º turno.

Para os últimos dias da corrida eleitoral, Valim prega o desejo de mudança. “Nossas crianças não estão aprendendo a ler e a escrever, não podemos perder um jovem assassinado todos os dias. Não podemos aceitar que faltem remédios e que sejam feitas obras só em ano eleitoral”, finaliza.

Outro partido que esteve envolvido na disputa eleitoral em Caucaia, o Psol se manifestou em nota dizendo que não apoiará nenhum dos dois candidatos envolvidos. “Não faremos campanha para nenhum dos dois, por entendermos que nenhum representa algo sequer próximo do que acreditamos. Entretanto, orientamos a nossa militância a não dar nenhum voto a Vitor Valim, por entender que ele representa o que há de pior na política nacional e estadual”.

1º turno

No primeiro turno do último domingo, Naumi obteve 40,93% dos votos válidos, enquanto Valim ficou com 27,87%. A diferença foi de 22 mil votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *