Novatos na AL apresentam pautas que devem nortear o mandato

Dos 46 deputados eleitos para o Legislativo Estadual em 2018, 15 assumem o mandato efetivamente, hoje, pela primeira vez. Destes, porém, somente seis são, de fato, parlamentares novatos na Assembleia Legislativa do Ceará: André Fernandes (PSL), Apóstolo Luiz Henrique (Patri), Érika Amorim (PSD), Fernando Santana (PT), Queiroz Filho (PDT) e Nelinho (PSDB). Até então, nenhum deles tinha ocupado cargo eletivo.

O deputado eleito Marcos Sobreira (PDT), apesar de neófito no Legislativo, já foi vice-prefeito de Iguatu. Igualmente novatos na Casa, Guilherme Landim (PDT), Nezinho Farias (PDT), Patrícia Aguiar (PSD) e Romeu Aldigueri (PDT) também já foram gestores municipais.

Acrísio Sena (PT), Salmito Filho (PDT), Soldado Noélio (PROS) e Vitor Valim (PROS), por outro lado, foram vereadores de Fortaleza. Depois de passar pela Câmara Municipal da Capital, Valim, inclusive, encerrou mandato de deputado federal em 2018.

Dentre os que serão empossados hoje para novo mandato, também já ocuparam cadeira na Assembleia, em legislaturas anteriores, os deputados eleitos Delegado Cavalcante (PSL), este por duas legislaturas, e Nizo Costa (Patri), como suplente. Eles, entretanto, não tinham cadeiras na Casa na última legislatura.

Na Câmara dos Deputados, onde tomam posse, hoje, 22 deputados federais do Ceará, são novatos Idilvan Alencar (PDT), Antônio José Albuquerque (PP), Pedro Bezerra (PTB), Denis Bezerra (PSB), Eduardo Bismarck (PDT) e Júnior Mano (Patriota).

Experientes

Célio Studart (PV), Mauro Filho (PDT), Robério Monteiro (PDT), Roberto Pessoa (PSDB) e Dr. Jaziel (PR) também não estavam no Congresso Nacional na última legislatura, mas já conhecem o funcionamento das casas legislativas.

Duas das três cadeiras reservadas ao Ceará no Senado Federal também terão, a partir de hoje, novos ocupantes. Cid Gomes (PDT) e Luís Eduardo Girão (PROS) assumem mandato e passam a compor, com o senador Tasso Jereissati (PSDB), a bancada do Estado na Câmara Alta do Congresso.

Novas caras, novas expectativas?

André Fernandes (PSL) 

Eleito com 109.742 votos

“Uma das minhas principais bandeiras será a defesa da Polícia. Passei em concurso da Polícia e sou defensor das polícias Militar, Civil e Federal. Defendo a família, a inocência das crianças, o liberalismo econômico e tenho pautas alinhadas com o pensamento do nosso presidente (Jair Bolsonaro)”.

Queiroz Filho (PDT) 

Eleito com 103.943 votos

“No macro, meu pensamento é discutir questões sobre Educação, sabendo que a gente, graças a Deus, tem bons índices educacionais no Ceará. Queria fazer uma discussão ampla, chamar todo mundo, dentro do papel de cada setor, para melhorar ainda mais as políticas para a Primeira Infância.  Essa é uma discussão que temos que ter agora, e só vamos ver o resultado daqui a vinte anos”.

Fernando Santana (PT)  

Eleito com 96.665 votos

“Minha maior expectativa é conversar com as pessoas, ouvir as reivindicações, defender pleitos da Assembleia. Não me articulei para não ser deputado, porque eu queria conhecer o regimento, o parlamento. Minhas bandeiras principais são a questão do desenvolvimento regional, ajudar as empresas que existem. A minha atuação inicial como deputado é estar com o Governo, aprovando matérias de interesse da população para apresentar junto à Assembleia”.

Apóstolo Luiz Henrique (Patriota) 

Eleito com 31.130 votos

“Já falei para o governador que o meu trabalho será voltado para a questão das drogas. Estamos esperando uma reunião com ele para vermos o quanto o Governo está engajado nisso. Vamos trabalhar também com o projeto ‘Ceará sem Drogas’.  Somos de família tradicional, e vamos prezar pela pureza das crianças, para que elas possam ser guardadas pelos seus pais”.

Érika Amorim (PSD) 

Eleita com 86.320 votos

“Durante a campanha as minhas falas foram muito relacionadas à questão da proteção das mulheres, questão da infância e adolescência, porque estive na articulação do selo Unicef em Caucaia no período que estive ligada à Prefeitura e que acredito que são áreas que devam ter atenção maior dos parlamentares, dos gestores municipais e a gente tem que atuar nessas políticas de redução da violência, de proteção”.

Nelinho (PSDB) 

Eleito com 42.779 votos

“Vamos cobrar, de forma responsável, principalmente, no que diz respeito à Saúde. Vamos fazer um trabalho voltado para a questão da Saúde e de projetos sociais. Temos expectativa de cobrar do governo do Estado melhorias, mas de forma responsável, sem atacar de forma incoerente. Dessa forma, quem vai ganhar é a população”.

Romeu Aldigueri (PDT) 

Eleito com 89.026 votos

“Nossa expectativa é descentralizar a geração de emprego e renda no Ceará, que hoje encontra-se muito concentrada nas regiões metropolitanas de Fortaleza, do Cariri e de Sobral. Os municípios menores precisam ter melhor qualidade de vida, e é importante implantar uma política de industrialização para que novos investimentos sejam aportados nesses municípios”.

Nezinho Farias (PDT)  

Eleito com 49.482 votos

“Como já fui prefeito, quero trazer para esta Casa a experiência municipalista. Nosso foco será a experiência que tivemos como prefeito. Também vamos focar na discussão sobre a melhoria da vida das crianças e dos adolescentes, além de investir no esporte. É através do esporte que poderemos tirar as crianças e jovens das ruas, e colocá-los em equipamentos esportivos”.

Marcos Sobreira (PDT) 

Eleito com 67.008 votos

“Inicialmente, temos que trabalhar pelos municípios que nos deram votos. Uma das proostas que vão nortear nosso mandato é a luta em prol dos direitos da juventude. Queremos trabalhar na prevenção e combate ao uso de entorpecentes. Pretendo elaborar um plano estadual de políticas sobre drogas para apresentar ao Governo a importância desta temática”.

Guilherme Landim (PDT) 

Eleito com 83.215 votos

“A minha expectativa é boa, apesar de saber que nosso País passa por um momento difícil. Tenho pautas bem definidas, algumas na área da Educação, visto que acumulamos experiência grande na Prefeitura de Brejo Santo. A partir da Assembleia, podemos levar nossa experiência para outros municípios. Para a Saúde, quero maior participação dos profissionais da saúde nas discussões políticas do Estado”.

Patrícia Aguiar (PSD) 

Eleita com 60.228 votos

“Vamos contribuir através do bom debate de ideias e da propositura de leis para melhorar a vida dos cearenses. Pela experiência de anos de vida pública, conheço por dentro as dificuldades da população, bem como a gestão pública, o que facilita o alinhamento de pensar e agir para propor melhores alternativas para que os serviços públicos cheguem na ponta, ou seja, beneficie a população”.

Soldado Noelio (PROS)  

Eleito com 24.591 votos

“Terei que ter uma responsabilidade maior, uma motivação maior para trabalhar. Espero poder contribuir com o que aprendi em muitos anos de trabalho na área da segurança pública. Conheço a realidade das ruas, e quero apresentar propostas, convencendo o governador de coisas importantes que ele deve fazer. Vamos atuar muito na área da segurança, mas também quero ajudar em ouras áreas”.

Salmito Filho (PDT)  

Eleito com 91.293 votos

“Irei apresentar ideias exequíveis para servir a população cearense. Propor uma maior articulação institucional entre os poderes públicos de forma republicana, com a construção de um plano estratégico de desenvolvimento para cada macrorregião do Estado. Irei defender ideias para tornar o semiárido produtivo tendo a seca como aliada estratégica e dar o apoio político necessário para o governador Camilo continuar avançando nas conquistas para o nosso povo”.

Acrísio Sena (PT) 

Eleito com 27.842 votos

“Embora seja o meu primeiro mandato, vou com uma bagagem parlamentar de 10 anos de Câmara Municipal. Meu mandato trará três eixos fundamentais: atividades identificadas com a educação, para que o Ceará avance em políticas de alfabetização na idade certa e projetos concretos para 500 mil jovens que nem trabalham e nem estudam no Ceará. Outro desafio é no tocante às pessoas com deficiência e por último a questão hídrica. Precisamos de políticas permanentes do ponto de vista do gerenciamento dos recursos hídricos”.

Vitor Valim (PROS) 

Eleito com 63.641 votos

“A minha expectativa como deputado estadual é atender os principais anseios da população na Segurança Pública, Saúde e Educação, ou seja, da vida no significado mais amplo da palavra. A Assembleia não pode se furtar de tratar das ações sérias na área de Segurança. Os parlamentares não tiveram coragem de trabalhar com certos temas”.

 

Com informações: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *