O PDT quer eleger um total de 600 vereadores e 70 prefeitos em todo o Ceará

Reconduzido para a presidência do PDT do Ceará, o deputado federal André Figueiredo anunciou que o partido, visando se consolidar para o pleito de 2022, quando tentará, mais uma vez, disputar a Presidência da República, pretende eleger 70 prefeitos em todo o Estado e entre 500 e 600 vereadores. Pela importância de Fortaleza no cenário nacional – uma vez que é a principal cidade governada pela sigla pedetista-, ele destacou que tem como prioridade eleger o sucessor do prefeito Roberto Cláudio.

Além de Fortaleza, outros municípios que devem receber o maior apoio possível da legenda são Sobral, terra natal dos irmãos Ciro e Cid Gomes, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Iguatu, Quixeramobim, Baturité e Russas. “Teremos candidaturas em vários municípios que são referência e que queremos muito que essas sejam vitoriosas”, defendeu o dirigente.

Uma das metas de sua nova gestão à frente do partido é organizar o PDT nos 184 municípios do Estado, transformando a maior parte deles em diretórios municipais, e acabando com a maior parte das chamadas comissões provisorias. Até março do próximo ano, o partiod deve realizar oito encontros regionais no intuito de atrair nomes para a disputa eleitoral.

“Será natural que em vários municípios vereadores tenham que, necessariamente, optar por partidos mais sólidos. E por isso, até o mês de março vamos traçar metas para candidaturas a prefeito, vice-prefeito e consolidar as chapas de mulheres para termos um grande número de representação feminina em 2020”, afirmou.

Ele também destacou que em Fortaleza, o candidato terá quer ser do PDT para dar continuidade aso trabalhos do prefeito Roberto Cláudio. “Não precisa ser, necessariamente,  com mandato ou estar na administração municipal. Mas precisa dar continuidade a esse projeto”, defendeu.

Sobre os nomes para a disputa na capital até aqui colocados, ele ressaltou que são importantes apostas, mas lembrou que nas eleições de 2014, até o último momento, havia quatro pretensas candidaturas colocadas, e nenhuma delas foi a escolhida, sendo Camilo Santana o nome designado pela cúpula do grupo político liderado pelos irmãos Ciro e Cid gomes.

“As especulações são naturais. Pode ser que seja qualquer um desses nomes,, e pode ser que não seja. Mas queremos uma candidatura competitiva e vitoriosa”, apontou.

 

Com informações: Edison Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *