Político é preso sob suspeita de coagir grevistas na BR-116

Dois homens foram presos nesta quinta-feira (31), no km 213 da BR-116, em Tabuleiro do Norte, no interior do Estado. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF-CE), a prisão aconteceu após populares denunciarem um dos suspeitos, por ameaça aos caminhoneiros grevistas, para que o grupo não abandonasse o movimento.

As denúncias apontavam que o suspeito estava em um carro modelo Gol, que circulava pelo local. O ocupante do veículo estaria incitando os manifestantes a parar e permanecer contra a vontade, utilizando-se de ameaça e meios de causar danos aos veículos que se recusassem a obedecer as “ordens de parada”.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF-CE), os denunciantes informavam que haviam armas, gasolina para atear fogo em pneus e artefatos perfurocortantes que seriam jogados nas pistas. Abordado, o motorista disse que estava “prestando apoio” ao movimento, mas negou qualquer delito. Após uma rápida busca no carro, os agentes de segurança encontraram um galão de gasolina vazio e objetos perfurocortantes, conhecidos popularmente como “miguelitos”.

Preso, confessou que o carro pertencia a um político local, que chegou momentos depois, assumindo ser dono do automóvel. Em depoimento, o suspeito disse que tinha disponibilizado o bem para prestar apoio à paralisação. O político, não identificado pela PRF-CE, confessou ser dono de uma frota de seis caminhões, que estavam parados.

O suspeito ainda insistiu pela liberação do seu carro, e afirmando que a polícia não  levaria o bem, posicionou-se à frente deste para impedir o trabalho dos agentes de segurança. O homem foi trazido à Polícia Federal, em Fortaleza, e deverá responder por desacato.

Com informações: CNews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *