Pré-candidatos do PDT/Fortaleza defendem que a administração municipal prossiga avançando

Mobilidade, Urbanismo (espaço público) e Meio Ambiente foram os temas em debate nesta quinta-feira (30) dos 5 pretendentes do PDT (Ferruccio Feitosa, Idilvan Alencar, Samuel Dias, Sarto Nogueira e Salmito Filho) que querem substituir o prefeito Roberto Cláudio, a partir de janeiro de 2021, na Prefeitura de Fortaleza. O mediador foi o secretário de Conservação e Serviços Públicos do município, Luiz Alberto Saboia.

O tom dos discursos dos pré-candidatos e do mediador foi manter, preservar e avançar nas políticas públicas implantadas pelo governo municipal. Retrocesso, segundo eles, seria Fortaleza eleger um candidato “aventureiro”. “Não podemos retroceder. É preciso saber fazer. Tem gente que pretende ser prefeito da cidade [Fortaleza] sem saber o sentido de cada obra. Diz que tem obras desnecessárias. Vá dizer isso para a Dona Maria da comunidade do Jacatá que está com lama na porta?”, provocou Samuel Dias os adversários.

Conexão fraca

A discussão desta quinta-feira demonstrou que cada pré-candidato estudou com afinco os assuntos já que tinham na ponta da língua as ações e os feitos das duas gestões do prefeito Roberto Cláudio (PDT) referentes aos três temas abordados.

O ponto negativo do evento foi a fraca conexão de internet causando várias interrupções na transmissão pelas redes sociais. A discussão do último tema, Meio Ambiente, ficou bastante prejudicada.

Numa demonstração de intimidade com a periferia de Fortaleza, o pré-candidato Samuel Dias citou os nomes da Dona Fabíola do bairro Vila Velha e Dona Maria do Jacatá. Já o pré-candidato Salmito citou o casal, Luis e Kátia, pais de três filhos, vendedor de espetinho na Praça Mauá no bairro Demócrito Rocha. Disse também nasceu e se criou na Parangaba.

O pré-candidato, Dr. Sarto, ao falar do sistema viário da cidade revelou que mora no Papicu e costuma ir jogar baralho com a mãe que mora no Centro, próximo ao Colégio Liceu do Ceará. E ao falar de meio ambiente, disse que quando demora no banho é repreendido pelo filho, de dez anos, que já tem a consciência de preservação e economia da água. Segundo ele, tem que se investir em educação.

O mediador, Luiz Alberto Saboia, agradeceu o convite e elogiou a iniciativa do PDT de colocar às claras para a população de Fortaleza a forma de escolher o candidato a prefeito da Capital, debatendo com os cinco pretendentes as diferentes visões administrativas.

 

Com informações: Edison Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *