Prorrogado o prazo de vacinação do rebanho contra a febre aftosa

O encerramento do prazo para a vacinação contra a febre aftosa, inicialmente previsto para primeiro de dezembro, foi adiado para o próximo dia 10. Esta segunda fase da campanha de vacinação contra é obrigatória para todos os bovinos e bubalinos, na faixa etária de até 24 meses.

No mesmo período, os criadores estão obrigados a fazer a declaração de todos os animais, de qualquer idade, para atualização cadastral na Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), a informação é do coordenador estadual da campanha de vacinação contra a febre aftosa, Joaquim Sampaio Barros.

A meta superior a 90% permite estabelecer uma barreira imunológica capaz de preservar o rebanho, protegendo da doença para que o estado continue livre da febre aftosa com vacinação.

Joaquim Sampaio esclarece ainda que a campanha de vacinação do rebanho precisa acontecer ainda nos dois períodos definidos pelo Ministério da Agricultura (maio e novembro) para conseguir, a curto prazo ser zona livre de aftosa sem vacinação.

O Brasil recebeu, em Paris, o certificado de zona livre de febre aftosa com vacinação, outorgado pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e precisa manter o calendário de vacinação para continuar com a possibilidade de exportar para Europa, África e Ásia os produtos de origem bovina.

 

Com informações: ASCOM do Governo do Estado do Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *