Sarto afirma para a bancada do PT ser ele o candidato de Ciro e Cid Gomes

Sábado, o deputado José Sarto teve um encontro com os deputados estaduais eleitos do PT, Elmano Freitas, Acrísio Sena e Fernando Santana (Moisés Brás estava no Interior), quando falou de sua candidatura à Presidência da Mesa Diretora da Assembleia, no primeiro dia de fevereiro. Ele apresentou o seu projeto, disse que é o candidato das principais lideranças do PDT, Ciro e Cid Gomes, e que vai falar com o governador no início desta semana, pois evitou falar com Camilo, nos últimos dias, em razão do problema que o governador enfrentava na área da Segurança.

Sarto, como Evandro Leitão, líder do Governo, e Tin Gomes, atualmente vice-presidente da Assembleia, ouviu dos petistas que não há obstáculo da bancada ao seu nome, mas os petistas seguirão a orientação do governador, com quem procurarão conversar, também, no curso desta semana, pois querem chegar ao dia primeiro de fevereiro com suas situações definidas na Assembleia, tanto em relação a posição da bancada para um dos seus deputados, quanto com suas participações nas comissões técnicas do Legislativo.

Depois de conversar com o governador Camilo Santana, Sarto disse aos deputados do PT, que vai trabalhar a unidade na bancada do seu partido, onde estão os dois outros candidatos ao comando do Legislativo. Dos três pedetistas, Sarto foi o último a realmente fazer campanha para a Presidência da Assembleia, embora sempre dissesse estar no páreo para a disputa. O deputado Tin Gomes foi o primeiro a iniciar a campanha, juntamente com o atual presidente da Casa, Zezinho Albuquerque, hoje indicado para a Secretaria das Cidades.

Zezinho Albuquerque, ao aceitar o convite para o secretariado do governador, recebeu a incumbência de coordenar a sua sucessão na Assembleia. Ele também vai conversar com o governador, nesta semana, para relatar os entendimentos mantidos com os deputados. A posição dos irmãos Ciro e Cid Gomes, Zezinho já sabe, mas evita fazer comentários sobre isso. Quando candidato ele tinha o apoio da grande maioria da bancada do PT, depois de sua desistência, por conta da dúvida sobre as preferências do governador e dos líderes estaduais pedetistas, a bancada não tem expressado preferência significativa.

Com informações: Edison Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *