Danilo Forte deve ocupar a Secretaria do Nordeste no Governo Bolsonaro

O Ceará vai aos poucos conseguindo um lugar de destaque no Governo de Jair Bolsonaro. O deputado federal Danilo Forte, deve ocupar o cargo de Secretário do Assuntos para o Nordeste, pasta ligada a Casa Civil e que será responsável pelo encaminhamento dos pleitos da região e do diálogo com os governos e bancadas nordestinas. O convite foi oficializado pelo futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, durante a reunião com a bancada do PSDB. Danilo será o quarto cearense a ser confirmado no Governo. Antes, haviam sido confirmados o General Theophilo (Secretaria da Segurança Pública), Mayra Pinheiro (Secretaria da Gestão do Trabalho e da Educação da Saúde) e Mansueto de Almeida (Secretaria do Tesouro).

 

Com informações: Focus

Itapajé: Ministro visita Campus da Anita da UFC no município

Nesta quinta-feira (04), o deputado federal Danilo Forte (PSDB-CE) recepciona o ministro da Educação, Rossieli Soares, que vem ao Ceará para visitar o campus Jardim Anita da Universidade Federal do Ceará (UFC), em Itapajé. A chegada do ministro em Fortaleza está prevista para 10h.
Rossieli vai percorrer as instalações da unidade prevista para ser inaugurada no primeiro semestre de 2019 acolhendo alunos de toda a Região Norte do Estado. “Chamamos aqui o ministro para que ele comunique oficialmente ao povo de Itapajé e do Ceará sobre o início das aulas do Campus Jardim Anita já no próximo semestre, para que não fique nenhuma dúvida sobre esse assunto”, destaca Danilo Forte.
A universidade será voltada para a formação de professores da Escola Básica e a lista inicial apresenta cursos de licenciatura em Matemática, História, Geografia e Letras – Português. Outros cursos serão implantados de forma gradual.
O novo campus contou com o trabalho de Danilo Forte na luta pela liberação de recursos federais e no acompanhamento de demandas junto ao Ministério da Educação. Em seu mandato, o parlamentar tem ações dedicadas a interiorização do ensino superior que possibilitaram a realização de obras estruturantes tanto da UFC Itapajé, como das unidades de Russas, Sobral e Crateús.
Foto: Deputado Danilo Forte em audiência com o ministro da Educação, Rossieli Soares. Também participaram o vice-reitor da UFC, professor Custódio Almeida, o assessor especial do FNDE, Rodrigo Rossi, e a secretária de Educação Profissional e Tecnológica, Eline Nascimento.
Com informações: Ceará Agora

TRE proíbe distribuição de material de João Mota com ataques a Danilo Forte e Avelino Forte

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) concedeu nesta quinta-feira (27) uma liminar proibindo o candidato a deputado estadual pelo PSL, João Mota, de confeccionar e distribuir material contendo ataques ao deputado federal e candidato à reeleição pelo PSDB, Danilo Forte, e seu irmão, Avelino Forte (PSDB-CE), que também disputa vaga para deputado estadual.

O vice-presidente e corregedor do TRE-CE, desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo entendeu que “há́ menções e indicativos da utilização indevida de meios de comunicação social, consubstanciado em Jornal impresso denominado O KALLO, em que se verifica a divulgação de propaganda eleitoral voltada a macular a honra dos Promoventes Danilo Forte e Avelino Forte com manchetes e supostas reportagens nitidamente ofensivas à dignidade e ao decoro dos referidos candidatos, com o objetivo de descredenciá-los perante o eleitorado”.

A decisão acontece após a Polícia Federal deter, no último domingo (23), cinco pessoas, em São Gonçalo do Amarante, por distribuir material de autoria do postulante a deputado estadual, João Mota, contendo ofensas a Danilo Forte e seu irmão.

No mesmo dia, João Mota esteve na superintendência da PF e foi abordado por Policiais Militares e Federais, na calçada do prédio, após manifestar que continuaria a produzir o material e a distribuí-lo. Numa busca em seu veículo foram apreendidos mais folhetos, o que gerou a condução e autuação de Mota pelo crime de injúria.

Conforme defesa de Danilo Forte, as investigações devem continuar. “A Justiça Eleitoral sábia e prudentemente determinou que o candidato José Mota se abstenha de manchar o processo eleitoral vilipendiando a honra do deputado Federal Danilo Forte. O candidato José Mota presta, com essa censurável conduta, um desserviço ao processo democrático e responderá criminalmente por isso nas iras da lei”, destaca o advogado Leandro Vasques.

Com informações: Roberto Moreira

PF prende grupo com material contra deputado Danilo Forte

Cinco pessoas foram detidas pela Polícia Federal na manhã deste domingo (23), em São Gonçalo do Amarante, por distribuição de material com acusações contra o deputado federal e candidato à reeleição, Danilo Forte e seu irmão Avelino Forte, candidato a deputado estadual. O conteúdo, assinado pelo postulante a deputado estadual João Mota, diz que a Funasa sofreu desvios no período em que o parlamentar cearense estava na presidência do órgão.
Danilo Forte saiu da Funasa há oito anos para assumir o cargo de deputado federal, não possui nenhuma condenação e relata estar sofrendo perseguições. “Estou sendo atacado de forma caluniosa por pessoas sem compromisso com a verdade, principalmente nesse período eleitoral. Minha conduta a frente da Funasa demonstra compromisso com a moralidade e a transparência, reconhecidos pelo Ministério Público Federal e pela Controladoria Geral da União em menção de elogio à minha gestão quando alcançamos o objetivo de garantir a execução de serviços com redução de gastos e despesas”, comenta Danilo Forte. O parlamentar destaca que pedirá ao Ministério Público Eleitoral “providências urgentes para evitar mais esta deturpação da democracia”.
Na calçada da superintendência, João Mota anunciou que continuaria a produzir o material e a distribuí-lo, quando foi abordado por policiais militares e federais. Numa busca em seu veículo foram apreendidos mais folhetos, o que gerou a condução de Mota para responder pelo mesmo crime das cinco detidas em São Gonçalo do Amarante. Toda a ação foi presenciada por uma equipe da TV Diário.
Os advogados Leandro Vasques e Rodrigo Ferreira Gomes acompanharam o procedimento em defesa dos interesses do deputado Danilo Forte, vítima nesse episódio. “Vamos requerer junto à Justiça Eleitoral e ao Ministério Público Eleitoral uma investigação profunda para apurar, inclusive, se mais alguém estaria por trás dessa prática criminosa executada pelo candidato João Mota, inclusive outros políticos que possivelmente estejam atuando de forma camuflada em conluio nesse censurável ato nefasto que só vem marchar o processo eleitoral”, afirma Vasques.

Papa já sabe o que aconteceu em Itapajé e religiosos e políticos entram em pânico

O deputado federal Danilo Forte (PSDB-CE) e o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Fábio Ramalho (MDB-MG) foram recebidos, nesta quarta-feira (11), pelo Núncio Apostólico do Brasil, Dom Giovani d’Aniello, para tratar sobre os casos de abuso sexual infantil no município de Itapajé, especialmente o ocorrido dentro do Patronato São José, instituição dirigida pelo ex-prefeito Padre Marques.

Na ocasião, Giovani d’Aniello comprometeu-se a investigar os crimes denunciados, além de oferecer amparo às famílias das crianças abusadas. A gravidade dos abusos registrados em Itapajé já chegou aos ouvidos do Papa Francisco, que, ao contrário do bispo de Itapipoca, Dom Antônio, não deverá acobertar a tragédia e nem dar declarações que o ex-prefeito Padre Marques está sendo vítima de perseguição política.

Tanto Dom Antônio quanto Padre Marques deverão ser afastados para a realização de uma investigação séria acerca do episódio.

Com informações: Ceará News7

Danilo Forte assina PEC para redução do número de deputados e senadores

O deputado Danilo Forte (PSDB-CE) saiu em defesa da tramitação da proposta de Emenda à Constituição (PEC) que visa enxugar a máquina pública.

O texto prevê a redução do número de senadores por Estado, de três para dois, e de deputados federais, baixando a mínima de 8 para 4 e a máxima de 70 para 65.

Com isso, o Senado passa de 81 para 54 cadeiras e a Câmara de 513 para 395. A quantidade de estaduais no País também cairia de 1.059 para 804.

Gastos
Ao assinar a PEC, Danilo Forte ressaltou a necessidade de reduzir gastos. “Enquanto alguns apresentam propostas para criar ainda mais impostos para o cidadão pagar, acreditamos que o essencial é enxugar a máquina pública e acabar com a corrupção para começarmos a reorganizar as contas do Brasil”, defende Forte. O documento já possui 120 das 171 assinaturas necessárias para protocolar a proposta.

Ceará
Caso a matéria seja aprovada, no Ceará a quantidade de deputados federais passa de 22 para 18 e de estaduais de 46 para 39.

Economia
De acordo com a proposta de autoria do deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), só com a redução de parlamentares federais seria economizado, no mínimo, R$ 1,3 bilhão por legislatura.

Com informações: Política com K

Conheça os 15 distritos que podem virar municípios no Ceará

Será votado nesta terça-feira, 22, no Plenário da Câmara dos Deputados, projeto que regulamenta a criação de novos municípios no País. Confira abaixo à lista dos distritos cearenses que podem virar municípios em breve. A criação de novas cidades estava suspensa há 22 anos.

O projeto de lei complementar (PLP) 137/15, de autoria do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), precisa do apoio de no mínimo 257 deputados.

Danilo Forte (PSDB-CE) é um dos parlamentares favoráveis à matéria. No Brasil, estima-se que cerca de 200 novos municípios serão criados. O deputado cearense enviou à reportagem a lista dos distritos cearenses que poderão se emancipar.

Confira a seguir:

Aranaú

A 255,1 km de Fortaleza, Aranaú é um destino turístico praiano procurado no Ceará. No local, existe uma comunidade de pescadores que vivem e trabalham no local.

Icaraí

Pertencente ao município de Caucaia, Icaraí é um destino bastante procurado por turistas que vêm ao Ceará. Lá também acontecem alguns campeonatos de surfe pela quantidade de ondas e bom vento.

Parajuru

Vila de pescadores localizada a 42 km da sua cidade-sede, Beberibe, no Litoral, é uma praia extensa e tranquila.

Jurema

Atualmente distrito de Caucaia, a localidade está em processo de emancipação. Localizado na divisa com Fortaleza, sua área é totalmente urbana e com grande concentração de conjuntos habitacionais. Lá também existem um grande corredor de comércio e a Feira da Jurema.

Almofala

A Praia de Almofala, a 190 km da Capital, é um comunidade indígena considerada último reduto dos índios Tremembé. A localidade é uma das sedes do Projeto Tamar, instalado em 1992. A iniciativa tem como objetivo proteger a vida marinha.

Guanacés

Um dos seis distritos de Cascavel, Guanacés fica a 74,2 km de Fortaleza e tem 9.631 habitantes, conforme documento da Federação de Desenvolvimento Distrital e Emancipalista do Ceará (Faddec). Ainda de acordo com a federação, são 2.693 domicílios particulares, sendo 620 em área urbana e 2.073 em área rural.

Adrianópolis

Distrito de Granja. Localizado a 395 km de Fortaleza e a 65,8 km de Granja. Até a Capital, de carro, o menor tempo de viagem é de 5h59min. O distrito fica a pouco mais de 19 km da divisa com o Piauí.

Betania do Cruxati

Distrito pertencente a Itapipoca. Fica a 159 km de Fortaleza. De carro, a viagem para Fortaleza dura em média 2h13min.

São Pedro do Norte

Localizado no município de Jucás, o distrito fica a 389 km de Fortaleza. Conforme o Google, viagem de carro para Capital dura 5h23min.

Pajuçara

Pajuçara fica em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza, e tem 43.767 habitantes. O distrito dispõe, segundo a Faddec, de 12.342 domicílios privados. Todos são em área urbana.

Jamacaru

O distrito tem 10.097 habitantes e 2.608 imóveis particulares, sendo 653 em áreas urbanas e 1955 em áreas rurais. Localizado no município de Missão Velha, na região do Cariri, Jamacaru está a 521 km da Capital. Uma viagem de carro a Fortaleza dura aproximadamente 7h11min.

Aruaru

O distrito fica localizado em Morada Nova. Aruaru tem 9.509 habitantes e 2.746 domicílios. Deste total, 1.265 ficam em zona urbana e outros 1.481 em zona rural. O distrito fica a 129 km de Fortaleza. Uma viagem de carro duraria, em média, 1h41min. Também de carro, um litoral próximo ao distrito é Parajuru, que fica a 1h28min.

Mineirolândia

Distrito pertencente ao município de Pedra Branca (16,1 km de distância), Mineirolândia fica a 284 km da Capital. São 4 horas de carro para chegar em Fortaleza. O distrito tem 2.216 domicílios privados. São 1.506 localizados em áreas urbanas e 710 em zonas rurais. Mineirolândia tem 7.700 habitantes.

Flores

O distrito pertence ao município de Russas (25,9 km de distância). A distância para Fortaleza é de 233 km. Da Capital para Flores, de carro, a viagem dura, em média, 2h45min. São 2.745 residências particulares, sendo 1.357 em áreas urbanas e 1.388 em áreas rurais. O distrito tem 9.398 habitantes.

Pecém

O distrito de São Gonçalo do Amarante fica a 54,4 km de Fortaleza. O local tem 9.143 habitantes. São 2.435 domicílios privados, 716 em zonas urbanas e 1.719 em áreas rurais. O local é conhecido por ter um terminal portuário.

Com informações: O Povo

Danilo Forte decide deixar o DEM e ir para o PSDB

O senador Tasso Jereissati postou ontem em sua página no Facebook a notícia da filiação de Danilo Forte no PSDB. O evento aconteceu ontem no escritório do senador em Fortaleza e contou com a presença de diversas lideranças políticas da oposição à Camilo Santana.

Forte estava no DEMOCRATAS há cerca de quatro meses, mas desde sua chegada se mostrou incomodado com a posição situacionista do partido e a possibilidade de coligações com PT e MDB no estado. Estar num partido da base de Camilo Santana e sem o comando desse partido era algo que certamente incomodava o deputado.

Esta é a terceira vez em que Danilo Forte muda de partido apenas na atual legislatura. Eleito pelo PMDB em 2014, ele filiou-se ao PSB e após perder o comando do partido no Estado, em 2017, por ter contrariado deliberação do diretório nacional da sigla ao votar a favor da Reforma Trabalhista na Câmara dos Deputados, oficializou ingresso no DEM em dezembro do ano passado.

Tasso assim definiu a chegada de Danilo Forte ao ninho tucano: “Trata-se de uma força jovem, de um dinamismo muito grande, e um quadro que dá ao nosso partido força não só eleitoral, mas força moral”.

 

Danilo Forte no Podemos?

Essa semana é a última para parlamentares estaduais e federais decidirem por qual partido disputarão as eleições deste ano.

O deputado Danilo Forte que há poucos dias assinou ficha de filiação ao Democratas, insatisfeito com a posição situacionista do partido no estado, deve ser o novo reforço do Podemos. Forte chegaria no partido para comandar a agremiação no estado, coisa que não conseguiu no DEM. Com isso a oposição a Camilo Santana ganha mais  um partido.

Quem iria assumir o Podemos no estado era o deputado federal Vitor Valim, mas não houve acordo entre o parlamentar e o partido. O partido exigia sua candidatura a federal enquanto Valim  quer partir para uma candidatura a nível estadual, por isso optou pelo PROS de Capitão Wagner.

Danilo tem até 7 de abril para tomar a decisão, porém o tempo é bastante reduzido para formar uma chapa própria competitiva. A tendência é se coligar com os outros partidos da oposição.

Janela partidária: Danilo Forte critica “feira” para troca de legendas

“Tá uma feira”. A definição é do deputado federal Danilo Forte (DEM), ao comentar os bastidores das articulações para troca de partido na Câmara Federal.

Segundo o parlamentar, “práticas condenáveis” seguem a nortear as movimentações.

“Porque tem muitos daqueles que ainda tem o costume de vender-se para as agremiações em troca de benefícios pecuniários, principalmente com altos valores financeiros. E tem partidos que aceitam esse balcão de negócios. Eu não faço política em balcão. Eu faço política em cima de propostas e programas que atendam as demandas da população, mas tá uma feira-livre com relação a isso”, afirma.

Deputado deixou o PSB e ingressou no DEM antes da abertura da janela

Caça

O parlamentar, que recentemente deixou o PSB e ingressou no DEM, reclama do que avalia como “caça a mandatos”. “O que denigre ainda, muito mais, a imagem da política. É lamentável esse momento mas ainda existe aí uma ‘caça’ a mandatos de deputados na busca, inclusive, do fortalecimento de agremiações como se fosse o passe de um jogador de futebol. Mas a gente espera que a gente consiga já no processo eleitoral fazer um debate mais claro em relação a isso para que as pessoas tenham um melhor entendimento de que a política não foi feita para fazer negócio”, reforça.

Política

“A política foi feita para buscar organizar a sociedade, defender a sociedade num momento crítico como este que nós estamos vivendo com o crescimento da violência e, ao mesmo tempo, buscar conforto e qualidade de vida para as pessoas melhorando a eficiência dos governos, principalmente no que diz respeito à educação e a saúde”, conclui.

Com informações: Politica com K