“Cadeias eram um faz de conta”, diz secretário Mauro Albuquerque

Distante da tensão dos presídios, Luís Mauro Albuquerque Araújo, 49, fala com tranquilidade sobre o cenário que encontrou no Ceará quando foi nomeado secretário da Administração Penitenciária, em janeiro último. Sem alterar o tom de voz, sorrindo por diversas vezes, ele disse discordar de quem o considera o personagem central da crise que se instalou na Segurança Pública do Estado…

Cadeias fechadas serão transformadas em unidades de prisão humanizadas

Sete prédios onde funcionavam cadeias públicas desativadas recentemente no Interior do Ceará serão transformados em Associações de Proteção e Assistência ao Condenado (Apacs). Nessas unidades, o método de cumprimento das penas prioriza a humanização do interno. Outras 12 cadeias, incluindo inativas ou em funcionamento, deverão funcionar como centros de triagem. As informações são do titular da Secretaria da Administração Penitenciária…

“Visita em presídios está suspensa até terminarem os ataques”, diz secretário Mauro Albuquerque

Recém-empossado na Secretaria da Administração Penitenciária (SAP)no segundo mandato do governo Camilo Santana (PT), o policial civil Luís Mauro Albuquerque afirmou na manhã desta sexta-feira (25), que as visitas de familiares de detentos aos presídios continuarão suspensas até que os ataques criminosos cessem no Estado. “Não está tendo visita não. Ela está suspensa até terminarem os ataques”, afirmou Mauro Albuquerque. População deve denunciar O secretário destacou…

Estadão diz que lições da crise de segurança do CE devem ser refletidas nos demais estados do País

O Editorial do Jornal O Estado de S. Paulo deste sábado, faz uma análise da crise de segurança que assola o Ceará há 11 dias, mas que é uma realidade em todo o país. Conforme a publicação, a onda de ataques promovida pelo crime organizado na capital e em cidades do interior do Ceará, como represália à adoção de medidas…

Líderes do PCC não irão para Mossoró

De início, o plano da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) era transferir do Ceará 60 líderes das três facções que vinham comandando, de dentro dos presídios, o crime nas ruas de Fortaleza e outros municípios do Ceará. Até ontem, foram removidos, ao todo, 39 para a Penitenciária Federal de Mossoró: 21 do Comando Vermelho (CV) e 18 da Guardiões do…