TRE iniciará biometria obrigatória em mais oito municípios cearenses

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará inicia a campanha de revisão eleitoral com biometria nos municípios de Reriutaba, Graça, Pacujá e Mucambo, pertencentes à 79ª Zona Eleitoral; Ipu e Pires Ferreira – da 21ª Zona, e Ipueiras e Poranga, que fazem parte da 40ª Zona.

Na manhã de ontem, 25/4, o vice-presidente e corregedor do TRE-CE, desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto, fez o lançamento oficial da revisão em Reriutaba, em audiência pública de instalação da biometria. Participaram do evento o juiz eleitoral da 79ª Zona, Antônio Edilberto Oliveira Lima; o promotor eleitoral, Ítalo Sousa Braga; o juiz auxiliar da Corregedoria, Rommel Moreira Conrado; bem como autoridades locais e servidores públicos municipais.

Na ocasião, a coordenadora de administração do cadastro eleitoral, Lorena Belo, apresentou detalhes do Projeto Biometria e esclareceu as dúvidas acerca do procedimento, sempre alertando a população para os prazos e as consequências do não comparecimento à revisão. 

“O eleitor fica impedido de votar nas próximas eleições; requerer ou renovar passaporte; receber salário ou benefícios sociais de entidades públicas ou assistidas pelo governo; solicitar empréstimos em qualquer banco ou estabelecimento de crédito subsidiado pelo governo; inscrever-se em concurso público ou tomar posse em cargo público; renovar matrícula em instituição pública de ensino, dentre outras”, afirmou.

Nesta sexta-feira, 26/4, a audiência pública em Ipueiras foi pela manhã e a tarde em Ipu. O objetivo da solenidade é relembrar a população sobre a importância da identificação biométrica e os prazos de realização da campanha revisional.

Os eleitores desses municípios devem observar os prazos abaixo para a realização da biometria:

– Reriutaba, Graça e Pacujá – 25/4 a 30/8;

– Mucambo – 6/5 a 12/7;

– Ipu e Pires Ferreira – 26/4 a 30/8;

– Ipueiras  – 26/4 a 27/9;

– Poranga – 3/5 a 27/9.

No processo de revisão biométrica, os eleitores são obrigados a fazer o recadastramento através da coleta de dados biométricos. Se perderem o prazo, terão o título cancelado e ficam impedidos de tirar passaporte, fazer matrícula em instituições de ensino superior, pedir empréstimos em bancos públicos e podem ainda ter implicações no CPF.

Os eleitores precisam levar um documento de identificação oficial com foto e o comprovante de residência atualizado.

O TRE-CE esclarece aos eleitores que o atendimento pode ser agendado, através do telefone 148 ou aqui na página do tribunal.

Meta

A meta do TRE-CE é recadastrar cerca de 100% do eleitorado do Estado do Ceará para as eleições de 2020. Dos 184 municípios cearenses, 55 devem concluir os trabalhos este ano, incluindo Fortaleza. Ou seja, o eleitor terá que comparecer aos cartórios eleitorais e postos de atendimento. Quem não atender ao chamado da Justiça Eleitoral, terá o título cancelado.

Com informações: ASCOM do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *