Uber e 99 devem regularizar serviço em Fortaleza até o fim do mês, estima prefeito

A situação considerada irregular das empresas de aplicativos de transporte Uber e 99 em Fortaleza deve ser normalizada ainda este mês, segundo estimativa do prefeito Roberto Cláudio. O chefe do Executivo afirmou que as empresas pediram um novo prazo para realizar o cadastro dos motoristas junto à prefeitura, que havia expirado no dia 1º de novembro.
Desde o início da semana, pelo menos 23 carros de aplicativos foram apreendidos em operação de fiscalização, segundo a Empresa de Transporte Urbano (Etufor). Os motoristas de Uber e 99 fizeram protestos contra as apreensões nesta terça-feira (20).
“Os aplicativos tinham um prazo até o dia 1º de novembro para se cadastrar, isso envolve algumas documentações. Nenhuma das duas empresas apresentou a documentação e se cadastrou em tempo hábil”, alegou o prefeito.
Sobre o cadastro, a Uber informou que “já está em processo de credenciamento junto aos órgãos municipais”. Já a 99 afirmou que solicitou o devido credenciamento como Plataforma Digital de Transporte no último dia 8 de novembro. Segundo a 99, a prefeitura rejeitou o pedido no dia 13 de novembro, sem detalhar os motivos. Ainda conforme a empresa, nesta segunda (19) foi apresentado um novo requerimento, reencaminhando a documentação exigida pela legislação.
Roberto Cláudio negou qualquer tentativa de perseguição contra profissionais do serviço de aplicativo, e disse que a regulamentação garante segurança para os usuários. “Não há nenhum tipo de perseguição, nosso desejo não é esse, nosso desejo é construir uma solução que possa permitir ao fortalezense o direito de utilizar táxi ou aplicativo regulamentado e com segurança. A lei trata disso, inclusive exigindo o cadastramento”, destacou.
Uma das exigências da Lei municipal 10.751 que disciplina os aplicativos de mobilidade na capital, aprovada em oito de junho deste ano, é de que as empresas de transporte particular realizem cadastro na Plataforma Digital de Transporte e compartilhem informações com a prefeitura.

 

Com informações: G1 Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *