Um dia após eleição, prefeito de Cascavel denuncia ter sofrido tentativa de atentado

Um dia após eleito, o prefeito de Cascavel, Tiago Ribeiro (PPS), denuncia tentativa de atentado contra ele. O político conta que estava concedendo entrevista a equipe de reportagem no Mercado da Cidade quando seus apoiadores capturaram um homem armado com uma faca. O objeto estaria escondido dentro de uma sacola.

“Tinha muita gente comigo e foi flagrado o cara lá que vinha e interromperam a caminhada dele, mas ele estava com uma faca”, disse o prefeito. Segundo Ribeiro, o homem foi conduzido à Delegacia de Cascavel. “Estou aguardando para ir prestar depoimento, ouvir testemunhas”, afirmou.

O político disse não conhecer o homem que supostamente estaria tentando atacá-lo. Ribeiro afirmou ainda que o clima na Cidade é de festa desde a vitória nas urnas confirmada na noite de domingo, 5.

“Embora isso seja muito forte, (o domingo de eleição) foi tranquilo, a Cidade está tranquila, festiva. Foi uma situação isolada. Está sendo feito procedimento na Delegacia de Cascavel, mas o clima de festa ainda prevalece”, garantiu o prefeito recém-eleito.

Prefeitura de Cascavel, a 63 km de Fortaleza.

A reportagem procurou a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) sobre a apuração do caso e aguarda posicionamento da Pasta.

Com informações: O Povo

Tiago foi eleito com quase 42% dos votos válidos

Os eleitores de Cascavel, município do litoral leste, voltaram às urnas neste domingo, 5/5, para escolher novo prefeito e vice, em eleição suplementar. Foi um domingo tranquilo de votação, após planejamento bem conduzido pela Presidência do TRE, a Corregedoria Regional Eleitoral e o Cartório Eleitoral da 7ª Zona.

A totalização foi concluída às 19h09. Venceu o candidato Tiago Ribeiro, com 41,8% dos votos válidos (16.558 votos), que tem como vice-prefeita, Lurdenis.

Eles disputaram com duas chapas: Ana Paula Vila Real Dantas (candidata a prefeita)/Juliana Pompeu (vice) – 12.441 votos (31,41%) e José Isaias de Lima (candidato a prefeito)/Talita Castro (vice) – 10.609 votos (26,78%).

Números

Dos 52.470 eleitores de Cascavel, 8,978 deixaram de comparecer, o que representa uma abstenção de 17,11%.

Funcionaram 203 seções eleitorais, distribuídas em 79 locais de votação. Foram convocados 812 mesários para o dia do pleito. Além da juíza eleitoral, Leopoldina Fernandes, e da promotora eleitoral, Rosalice Monte, trabalharam nas eleições os 6 servidores do cartório e 7 servidores do TRE.

Cassação

As eleições suplementares em Cascavel se devem à cassação dos mandatos de prefeita de Francisca Ivonete Mateus Pereira e de vice-prefeito de Waltemar Matias de Sousa, na Ação de Investigação Judicial Eleitoral nº 312-22.2016.6.06.0007, que foi confirmada pela Corte do TRE.

Outras suplementares

Além de Cascavel, outros dois municípios realizaram eleição neste domingo: Santa Luzia do Norte, em Alagoas, e Irupi, no Espírito Santo, para mandato até 31 de dezembro de 2020. Os pleitos aconteceram porque os prefeitos dessas localidades – eleitos em 2016 – tiveram seus mandatos cassados pela Justiça Eleitoral.

 

Com informações: ASCOM do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *